NOTÍCIAS

Ouça o remix de “Body On Me” com Fetty Wap

por em 26/08/2015

Quase três semanas depois de Rita Ora e Chris Brown lançarem sua parceria, "Body On Me", a dupla divulgou um remix da música com a participação de Fetty Wap. A nova versão é um pouco mais rápida e quase parece uma mistura entre “Body On Me” e "679", de Fetty.

Ouça:

https://www.youtube.com/watch?v=ruATTa4bZGI

Fetty Wap, que acaba de estabelecer um novo recorde ao ter os seus quatro primeiros singles ao mesmo tempo no top 10 do ranking Hot Rap Songs, recentemente explicou as muitas definições para o termo "trap queen" – e usou sua mãe como exemplo.

"Nem todo mundo tem a mesma trap queen [o termo pode significar muitas coisas, entre elas mulher durona, que cuida da família]. Todo mundo pode ter sua própria trap queen", contou à seção The Cut, da New York Magazine. "Existe o jeito que eu uso na música, mas a minha mãe é uma trap queen. Ela mantinha o olho na gente e era a rainha em fazê-lo. Ela tomou conta dos seus filhos e da sua tribo, certificou-se que nós tínhamos comida na mesa e nos manteve orgulhosos. Existem significados diferentes".

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Ouça o remix de “Body On Me” com Fetty Wap

por em 26/08/2015

Quase três semanas depois de Rita Ora e Chris Brown lançarem sua parceria, "Body On Me", a dupla divulgou um remix da música com a participação de Fetty Wap. A nova versão é um pouco mais rápida e quase parece uma mistura entre “Body On Me” e "679", de Fetty.

Ouça:

https://www.youtube.com/watch?v=ruATTa4bZGI

Fetty Wap, que acaba de estabelecer um novo recorde ao ter os seus quatro primeiros singles ao mesmo tempo no top 10 do ranking Hot Rap Songs, recentemente explicou as muitas definições para o termo "trap queen" – e usou sua mãe como exemplo.

"Nem todo mundo tem a mesma trap queen [o termo pode significar muitas coisas, entre elas mulher durona, que cuida da família]. Todo mundo pode ter sua própria trap queen", contou à seção The Cut, da New York Magazine. "Existe o jeito que eu uso na música, mas a minha mãe é uma trap queen. Ela mantinha o olho na gente e era a rainha em fazê-lo. Ela tomou conta dos seus filhos e da sua tribo, certificou-se que nós tínhamos comida na mesa e nos manteve orgulhosos. Existem significados diferentes".