NOTÍCIAS

Paulo Neto faz música sobre texto de Zélia Duncan; veja o clipe

Faixa fará parte de Rosário de Balas, próximo álbum do pernambucano

por Redação em 05/09/2017

“Coisas importantes pra se dizer”. Com essa frase, captada naturalmente dentro do estúdio, Zélia Duncan encerra o clipe de “Temos Todos O Mesmo Tudo A Perder”, do pernambucano Paulo Neto. A faixa foi inspirada num texto de Zélia, musicado para o álbum Rosário de Balas, que sai em outubro.

O vídeo você vê agora, em primeira mão na Billboard Brasil:

“Temos Todos O Mesmo Tudo A Perder” fala sobre a ostentação, as relações humanas e a ideia de tempo nos dias atuais.

A produção é de Rodrigo Campos e a faixa tem Allen Alencar na guitarra, Dustan Gallas no hammond e guitarra, Marcelo Cabral no baixo, Thomas Harres na bateria, Maurício Badé na percussão e Thiago França nas flautas. A direção artística é de Celso Sim.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Paulo Neto faz música sobre texto de Zélia Duncan; veja o clipe

Faixa fará parte de Rosário de Balas, próximo álbum do pernambucano

por Redação em 05/09/2017

“Coisas importantes pra se dizer”. Com essa frase, captada naturalmente dentro do estúdio, Zélia Duncan encerra o clipe de “Temos Todos O Mesmo Tudo A Perder”, do pernambucano Paulo Neto. A faixa foi inspirada num texto de Zélia, musicado para o álbum Rosário de Balas, que sai em outubro.

O vídeo você vê agora, em primeira mão na Billboard Brasil:

“Temos Todos O Mesmo Tudo A Perder” fala sobre a ostentação, as relações humanas e a ideia de tempo nos dias atuais.

A produção é de Rodrigo Campos e a faixa tem Allen Alencar na guitarra, Dustan Gallas no hammond e guitarra, Marcelo Cabral no baixo, Thomas Harres na bateria, Maurício Badé na percussão e Thiago França nas flautas. A direção artística é de Celso Sim.