NOTÍCIAS

Pe Lu e Brian Cohen se lançam como duo eletrônico S.E.L.V.A.

por Rebecca Silva em 24/06/2016

Os tempos de Restart, calças coloridas e “puta falta de sacanagem” ficaram para trás. Pe Lu deixou de lado o happy rock e se jogou no eletrônico com Brian Cohen, também já conhecido na internet por seu trabalho como cantor. Os dois formam o duo S.E.L.V.A. e lançaram o primeiro EP, We Are, nesta sexta-feira (24/06). A Billboard Brasil conversou com os meninos sobre o novo projeto.

Vocês já faziam música anteriormente, tanto o Pe Lu com o Restart, quanto o Brian com suas músicas próprias. Como surgiu a ideia de se unirem e formarem um duo?
Nós somos amigos há bastante tempo e já trabalhamos juntos em outros projetos. Ambos demos uma pausa dentro dos nossos projetos musicais na mesma época, e isso nos deu a oportunidade de explorar a nossa música de outra forma. A ideia do SELVA nasceu quando fomos para um show de um DJ bastante renomado, que até então entendíamos bem pouco do seu trabalho, e tivemos aquele sentimento "cara, a gente devia fazer exatamente isso daí". Como produzimos e escrevemos música já há bastante tempo, a ideia do SELVA saiu do papel em questão de semanas. 

Nos projetos anteriores, vocês tocavam instrumentos e tinham uma pegada mais pop. De onde veio a influência eletrônica?
O nosso precedente "pop" trabalha bastante a nosso favor na hora de criar nosso som até hoje, nas melodias, nas vozes, no arranjo. E o eletrônico foi algo que fomos descobrindo juntos e aos poucos. No comecinho, ouvíamos o eletrônico mais comercial pois era mais "familiar" para nossos ouvidos. Ao longo do tempo fomos entendendo que o eletrônico tem outros caminhos muito interessantes e apaixonantes, que funcionam em diferentes situações. Fomos nos aprofundando entre gêneros como bass house, dubstep, eletro, trap, tropical house e por aí vai. 

No EP que estão lançando, contam com diferentes parcerias. Como veio a ideia para a escolha desses artistas?
Nós temos orgulho em dizer que todos que participaram no nosso EP são artistas que admiramos, e cultivamos uma amizade muito legal. Para cada música que escrevemos, tínhamos alguém em mente desde o início, talvez na vontade de atingir um certo estilo ou um timbre diferente de voz. Também levando em consideração que as músicas do SELVA são todas em inglês, e ficamos de olho em quem se dava bem com a língua e com o sotaque. O Nathan Barone tem uma voz que é fora da curva; timbre aveludado e um feeling tocante. Sally in The Moon é uma dupla que põe um sentimento bem singular em qualquer som que eles fazem. A Manu Gavassi dispensa comentários; afinadíssima, inglês impecável e trouxe uma identidade muito legal para a faixa. O Koba,Duo e Fred Vieira participaram de uma das tracks mais fortes do EP, e foi um prazer trabalhar com tanto talento junto.

Por que "S.E.L.V.A"?
Uma pira muito intensa nossa e achamos melhor guardar para nós no momento. 

Como tem sido a recepção dos fãs dos projetos anteriores?
Tem sido lindo demais. Nós sabíamos que seria uma "subida" para galera entender que iríamos nos expor de uma forma diferente do que eles estão acostumados. Não somos nós com guitarra nas mãos cantando. Mas tem sido excepcional, a galera tem curtido o som de verdade, não só porque nós somos nós. O mais legal de perceber é que o SELVA nos dá a liberdade de compor e produzir o som que queremos, colocar a voz que achamos mais cabível, a produção e intensidade que decidimos colocar, e lançar a música exatamente como a imaginamos. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Pe Lu e Brian Cohen se lançam como duo eletrônico S.E.L.V.A.

por Rebecca Silva em 24/06/2016

Os tempos de Restart, calças coloridas e “puta falta de sacanagem” ficaram para trás. Pe Lu deixou de lado o happy rock e se jogou no eletrônico com Brian Cohen, também já conhecido na internet por seu trabalho como cantor. Os dois formam o duo S.E.L.V.A. e lançaram o primeiro EP, We Are, nesta sexta-feira (24/06). A Billboard Brasil conversou com os meninos sobre o novo projeto.

Vocês já faziam música anteriormente, tanto o Pe Lu com o Restart, quanto o Brian com suas músicas próprias. Como surgiu a ideia de se unirem e formarem um duo?
Nós somos amigos há bastante tempo e já trabalhamos juntos em outros projetos. Ambos demos uma pausa dentro dos nossos projetos musicais na mesma época, e isso nos deu a oportunidade de explorar a nossa música de outra forma. A ideia do SELVA nasceu quando fomos para um show de um DJ bastante renomado, que até então entendíamos bem pouco do seu trabalho, e tivemos aquele sentimento "cara, a gente devia fazer exatamente isso daí". Como produzimos e escrevemos música já há bastante tempo, a ideia do SELVA saiu do papel em questão de semanas. 

Nos projetos anteriores, vocês tocavam instrumentos e tinham uma pegada mais pop. De onde veio a influência eletrônica?
O nosso precedente "pop" trabalha bastante a nosso favor na hora de criar nosso som até hoje, nas melodias, nas vozes, no arranjo. E o eletrônico foi algo que fomos descobrindo juntos e aos poucos. No comecinho, ouvíamos o eletrônico mais comercial pois era mais "familiar" para nossos ouvidos. Ao longo do tempo fomos entendendo que o eletrônico tem outros caminhos muito interessantes e apaixonantes, que funcionam em diferentes situações. Fomos nos aprofundando entre gêneros como bass house, dubstep, eletro, trap, tropical house e por aí vai. 

No EP que estão lançando, contam com diferentes parcerias. Como veio a ideia para a escolha desses artistas?
Nós temos orgulho em dizer que todos que participaram no nosso EP são artistas que admiramos, e cultivamos uma amizade muito legal. Para cada música que escrevemos, tínhamos alguém em mente desde o início, talvez na vontade de atingir um certo estilo ou um timbre diferente de voz. Também levando em consideração que as músicas do SELVA são todas em inglês, e ficamos de olho em quem se dava bem com a língua e com o sotaque. O Nathan Barone tem uma voz que é fora da curva; timbre aveludado e um feeling tocante. Sally in The Moon é uma dupla que põe um sentimento bem singular em qualquer som que eles fazem. A Manu Gavassi dispensa comentários; afinadíssima, inglês impecável e trouxe uma identidade muito legal para a faixa. O Koba,Duo e Fred Vieira participaram de uma das tracks mais fortes do EP, e foi um prazer trabalhar com tanto talento junto.

Por que "S.E.L.V.A"?
Uma pira muito intensa nossa e achamos melhor guardar para nós no momento. 

Como tem sido a recepção dos fãs dos projetos anteriores?
Tem sido lindo demais. Nós sabíamos que seria uma "subida" para galera entender que iríamos nos expor de uma forma diferente do que eles estão acostumados. Não somos nós com guitarra nas mãos cantando. Mas tem sido excepcional, a galera tem curtido o som de verdade, não só porque nós somos nós. O mais legal de perceber é que o SELVA nos dá a liberdade de compor e produzir o som que queremos, colocar a voz que achamos mais cabível, a produção e intensidade que decidimos colocar, e lançar a música exatamente como a imaginamos.