NOTÍCIAS

Por ordem judicial, Robin Thicke não pode se aproximar de ex-esposa

Cantor recebeu a condenação após acusação de violência e abuso emocional durante divórcio

por Redação em 27/01/2017

Na quinta-feira (26/01), um juiz ordenou que o cantor Robin Thicke fizesse apenas visitas monitoradas ao seu filho de seis anos e ficasse longe de sua ex-esposa, a atriz Paula Patton, depois da acusação de abuso emocional durante uma disputa de custódia.

FILHOS DE MARVIN GAYE LEVAM CASO DE PLÁGIO DE ROBIN THICKE AOS TRIBUNAIS

O juiz do Tribunal Superior de Los Angeles, Colin Leis, emitiu a ordem de restrição temporária após Paula também acusar Thicke de abuso durante o casamento, que terminou em março de 2015. A atriz também disse que o cantor de "Blurred Lines" tem traumatizado ela e seu filho.

ROBIN THICKE E PHARRELL SÃO CONDENADOS POR PLÁGIO E PAGARÃO MULTA PESADA

A declaração da atriz durante a audiência inclui várias alegações de que Thicke foi abusivo durante seu casamento, com episódio de empurrão e chutes durante uma briga em abril de 2013. Ela também o acusou de inúmeras infidelidades durante o casamento e de ter um problema de abuso de substâncias ilícitas.

A acusação ainda afirma que Thicke apareceu na casa da mãe da atriz em 19 de janeiro e se recusou a sair, exigindo ver o filho. O cantor só saiu depois que a mãe de Paula chamou a polícia. "Este último incidente foi aterrorizante para mim e terrível para nosso filho", disse a ex-esposa.

Thicke tem um histórico de violência doméstica e a decisão foi baseada no risco de fugir com seu filho. A batalha judicial começou após os investigadores dos serviços de proteção à criança terem tomado conhecimento de alegações de que Thicke tinha abusado fisicamente de seu filho. Thicke reconheceu que bateu no filho, mas negou que era abusivo. A petição de Paula foi apoiada por declarações da escola de seu filho.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Por ordem judicial, Robin Thicke não pode se aproximar de ex-esposa

Cantor recebeu a condenação após acusação de violência e abuso emocional durante divórcio

por Redação em 27/01/2017

Na quinta-feira (26/01), um juiz ordenou que o cantor Robin Thicke fizesse apenas visitas monitoradas ao seu filho de seis anos e ficasse longe de sua ex-esposa, a atriz Paula Patton, depois da acusação de abuso emocional durante uma disputa de custódia.

FILHOS DE MARVIN GAYE LEVAM CASO DE PLÁGIO DE ROBIN THICKE AOS TRIBUNAIS

O juiz do Tribunal Superior de Los Angeles, Colin Leis, emitiu a ordem de restrição temporária após Paula também acusar Thicke de abuso durante o casamento, que terminou em março de 2015. A atriz também disse que o cantor de "Blurred Lines" tem traumatizado ela e seu filho.

ROBIN THICKE E PHARRELL SÃO CONDENADOS POR PLÁGIO E PAGARÃO MULTA PESADA

A declaração da atriz durante a audiência inclui várias alegações de que Thicke foi abusivo durante seu casamento, com episódio de empurrão e chutes durante uma briga em abril de 2013. Ela também o acusou de inúmeras infidelidades durante o casamento e de ter um problema de abuso de substâncias ilícitas.

A acusação ainda afirma que Thicke apareceu na casa da mãe da atriz em 19 de janeiro e se recusou a sair, exigindo ver o filho. O cantor só saiu depois que a mãe de Paula chamou a polícia. "Este último incidente foi aterrorizante para mim e terrível para nosso filho", disse a ex-esposa.

Thicke tem um histórico de violência doméstica e a decisão foi baseada no risco de fugir com seu filho. A batalha judicial começou após os investigadores dos serviços de proteção à criança terem tomado conhecimento de alegações de que Thicke tinha abusado fisicamente de seu filho. Thicke reconheceu que bateu no filho, mas negou que era abusivo. A petição de Paula foi apoiada por declarações da escola de seu filho.