NOTÍCIAS

Principal acusação contra Phil Rudd é retirada, mas processo continua

por em 07/11/2014
Por
Pip Bulbeck A imprensa da Nova Zelândia noticiou hoje que as acusações de conspiração de assassinato atribuída ao baterista do AC/DC, Phil Rudd, foram retiradas. O músico foi preso na quinta-feira, em sua casa, em Tauranga, sob a alegação de porte de metanfetamina e maconha e contratação de um assassino profissional para executar duas pessoas. De acordo com a assessoria jurídica do músico, comandada por Paul Mabey, as acusações por ameaças de morte e porte de drogas foram mantidas, mas a mais grave delas – a contratação de um profissional para cometer os assassinatos – foi descartada pela polícia neozelandesa após uma consulta ao promotor da cidade de Tauranga – a mais populosa da região da Baía de Plenty – nesta sexta-feira (07/11). “Essa acusação jamais deveria ter feito parte do processo, uma vez que não houve parecer da autoridade responsável”, disse Mabey. Após a prisão, Rudd pagou fiança e compareceu a uma audiência judicial na tarde de ontem. De acordo com um comunicado oficial emitido pelo advogado, “o dano causado à imagem do músico é incalculável”. “Mr. Rudd sofreu uma exposição desnecessária e extremamente prejudicial como resultado de um processo generalizado e sensacionalista, baseado numa acusação extremamente grave e sem qualquer base ou justificativa”, disse, acrescentando que está avaliando, junto com seu cliente, possíveis reparações. O músico permanecerá em liberdade até a próxima audiência do caso, marcada para o dia 27 de novembro. O AC/DC emitiu ontem um comunicado oficial onde disse que “a ausência de Phil não afetará o lançamento do álbum Rock Or Bust ou a turnê programada para o próximo ano”.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Principal acusação contra Phil Rudd é retirada, mas processo continua

por em 07/11/2014
Por
Pip Bulbeck A imprensa da Nova Zelândia noticiou hoje que as acusações de conspiração de assassinato atribuída ao baterista do AC/DC, Phil Rudd, foram retiradas. O músico foi preso na quinta-feira, em sua casa, em Tauranga, sob a alegação de porte de metanfetamina e maconha e contratação de um assassino profissional para executar duas pessoas. De acordo com a assessoria jurídica do músico, comandada por Paul Mabey, as acusações por ameaças de morte e porte de drogas foram mantidas, mas a mais grave delas – a contratação de um profissional para cometer os assassinatos – foi descartada pela polícia neozelandesa após uma consulta ao promotor da cidade de Tauranga – a mais populosa da região da Baía de Plenty – nesta sexta-feira (07/11). “Essa acusação jamais deveria ter feito parte do processo, uma vez que não houve parecer da autoridade responsável”, disse Mabey. Após a prisão, Rudd pagou fiança e compareceu a uma audiência judicial na tarde de ontem. De acordo com um comunicado oficial emitido pelo advogado, “o dano causado à imagem do músico é incalculável”. “Mr. Rudd sofreu uma exposição desnecessária e extremamente prejudicial como resultado de um processo generalizado e sensacionalista, baseado numa acusação extremamente grave e sem qualquer base ou justificativa”, disse, acrescentando que está avaliando, junto com seu cliente, possíveis reparações. O músico permanecerá em liberdade até a próxima audiência do caso, marcada para o dia 27 de novembro. O AC/DC emitiu ontem um comunicado oficial onde disse que “a ausência de Phil não afetará o lançamento do álbum Rock Or Bust ou a turnê programada para o próximo ano”.