NOTÍCIAS

"Rainha do pop latino", Thalia fala sobre novo disco, marido e linha de roupas

por em 12/11/2014

Por Leila Cobo

Para milhões de fãs latinos, Thalia é uma marca: rainha do pop latino, empresária de sucesso e até estrela de novela. Mas, quando está em casa, nos Estados Unidos, ela é apenas a Sra. Mottola, esposa do executivo musical Tommy e mãe de dois filhos. Apesar da suas sempre tão ocupada vida, Thalia, 43 anos, lançará seu 17º álbum, Amore Mio, no dia 17 de novembro pela Sony. Em fevereiro, sua nova linha de roupas estará em 300 unidades da loja Macy’s. Leia a entrevista que a musa deu à Billboard:
 
Por que você batizou o álbum de Amore Mio?
O título vem de uma música escrita por Jose Luis Roma [metade da dupla pop mexicana Rio Roma]. É um álbum bastante acústico, é como uma ponte entre En Primera Fila [álbum acústico de 2009] e Habitame Siempre [álbum de estúdio, de 2012]. É uma ponte entre músicos ao vivo e programação eletrônica.
  En Primera Fila ficou no topo das listas de vendas no México por 55 semanas e vendeu quase 1 milhão de cópias. Isso afetou a sua abordagem musical em algum sentido? En Primera Fila me tirou da minha zona de conforto. Acho que comecei uma nova carreira, sem vínculos e sem tabus. Aprendi a me apresentar. Eu me apoiava muito em arranjos e produção, coisas como dançarinos e explosões. Esse álbum permitiu que eu me concentrasse no que o meu trabalho é: a habilidade de sair e contar uma história.
  Como aconteceu seu dueto com Becky G, em “Como Tu No Hay Dos”?
Estava sendo homenageada em um evento beneficente em Nova York com outras mulheres que tiveram impacto no mundo latino e Becky G fez uma apresentação. Eu me vi com aquela idade. E pensei: “Eu lembro da Thalia com brilho nos olhos.”   Quão envolvido é o seu marido quando você está gravando? Nós temos diálogos intensos sobre arquitetura cósmica. Ele não entende as palavras porque não é a língua dele, mas entende os sentimentos. E não escutar o Tommy é simplesmente burrice.   Conte-nos sobre sua linha para a Macy’s. É a primeira linha da Macy’s de uma artista latina. Moda é minha outra grande paixão. Estou trabalhando com uma equipe toda formada por mulheres e nós sentamos e analisamos a mulher que queremos vestir. Ela é trabalhadora, ativa, tem filhos e apaixonada.   Parece bastante com você. Entre todas essas coisas, o que você faz quando tem tempo livre? O melhor é quando nós vamos para o Bronx, bairro em que Tommy cresceu. A gente vai para a padaria, tomamos café e comemos a melhor das massas. Mas se somos só Tommy e eu, nós amamos dirigir e conversar. A gente tem de reinventar o amor.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

"Rainha do pop latino", Thalia fala sobre novo disco, marido e linha de roupas

por em 12/11/2014

Por Leila Cobo

Para milhões de fãs latinos, Thalia é uma marca: rainha do pop latino, empresária de sucesso e até estrela de novela. Mas, quando está em casa, nos Estados Unidos, ela é apenas a Sra. Mottola, esposa do executivo musical Tommy e mãe de dois filhos. Apesar da suas sempre tão ocupada vida, Thalia, 43 anos, lançará seu 17º álbum, Amore Mio, no dia 17 de novembro pela Sony. Em fevereiro, sua nova linha de roupas estará em 300 unidades da loja Macy’s. Leia a entrevista que a musa deu à Billboard:
 
Por que você batizou o álbum de Amore Mio?
O título vem de uma música escrita por Jose Luis Roma [metade da dupla pop mexicana Rio Roma]. É um álbum bastante acústico, é como uma ponte entre En Primera Fila [álbum acústico de 2009] e Habitame Siempre [álbum de estúdio, de 2012]. É uma ponte entre músicos ao vivo e programação eletrônica.
  En Primera Fila ficou no topo das listas de vendas no México por 55 semanas e vendeu quase 1 milhão de cópias. Isso afetou a sua abordagem musical em algum sentido? En Primera Fila me tirou da minha zona de conforto. Acho que comecei uma nova carreira, sem vínculos e sem tabus. Aprendi a me apresentar. Eu me apoiava muito em arranjos e produção, coisas como dançarinos e explosões. Esse álbum permitiu que eu me concentrasse no que o meu trabalho é: a habilidade de sair e contar uma história.
  Como aconteceu seu dueto com Becky G, em “Como Tu No Hay Dos”?
Estava sendo homenageada em um evento beneficente em Nova York com outras mulheres que tiveram impacto no mundo latino e Becky G fez uma apresentação. Eu me vi com aquela idade. E pensei: “Eu lembro da Thalia com brilho nos olhos.”   Quão envolvido é o seu marido quando você está gravando? Nós temos diálogos intensos sobre arquitetura cósmica. Ele não entende as palavras porque não é a língua dele, mas entende os sentimentos. E não escutar o Tommy é simplesmente burrice.   Conte-nos sobre sua linha para a Macy’s. É a primeira linha da Macy’s de uma artista latina. Moda é minha outra grande paixão. Estou trabalhando com uma equipe toda formada por mulheres e nós sentamos e analisamos a mulher que queremos vestir. Ela é trabalhadora, ativa, tem filhos e apaixonada.   Parece bastante com você. Entre todas essas coisas, o que você faz quando tem tempo livre? O melhor é quando nós vamos para o Bronx, bairro em que Tommy cresceu. A gente vai para a padaria, tomamos café e comemos a melhor das massas. Mas se somos só Tommy e eu, nós amamos dirigir e conversar. A gente tem de reinventar o amor.