NOTÍCIAS

Red Hot Chili Peppers fala sobre parceria com Damon Albarn

por em 15/05/2012
Imagem: Divulgação

O baixista Flea e o guitarrista Josh Klinghoffer, do Red Hot Chilli Peppers, revelaram como foi a viagem que fizeram com o frontman do Blur, Damon Albarn, para a Etiópia, e a descreveram como “profunda”.

A viagem fez parte do projeto Africa Express, criado por Albarn com o objetivo de produzir um álbum em parceria com a Oxfam, confederação internacional que atua em diversos países do mundo ajudando a diminuir a pobreza.

“Ele foi muito gentil em nos convidar”, conta Flea. “Que lugar incrível é lá. Conhecemos todos os tipos de pessoas, artistas, poetas e intelectuais. É como se fosse outro planeta”, acrescenta o baixista.

“Nós nos divertimos muito. Uma vez eu e Josh fomos a um orfanato, pegamos dois amplificadores pequenos e, simplesmente, começamos a tocar... Eles começaram a rir. (...) Foi uma experiência realmente profunda”, finaliza Flea. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Red Hot Chili Peppers fala sobre parceria com Damon Albarn

por em 15/05/2012
Imagem: Divulgação

O baixista Flea e o guitarrista Josh Klinghoffer, do Red Hot Chilli Peppers, revelaram como foi a viagem que fizeram com o frontman do Blur, Damon Albarn, para a Etiópia, e a descreveram como “profunda”.

A viagem fez parte do projeto Africa Express, criado por Albarn com o objetivo de produzir um álbum em parceria com a Oxfam, confederação internacional que atua em diversos países do mundo ajudando a diminuir a pobreza.

“Ele foi muito gentil em nos convidar”, conta Flea. “Que lugar incrível é lá. Conhecemos todos os tipos de pessoas, artistas, poetas e intelectuais. É como se fosse outro planeta”, acrescenta o baixista.

“Nós nos divertimos muito. Uma vez eu e Josh fomos a um orfanato, pegamos dois amplificadores pequenos e, simplesmente, começamos a tocar... Eles começaram a rir. (...) Foi uma experiência realmente profunda”, finaliza Flea.