NOTÍCIAS

Resenha de Fama & Loucura, de Neil Strauss

por em 18/10/2014
ong>Jornalista tira da gaveta entrevistas reveladoras com as maiores celebridades do mundo fama e loucura Por Lucas Borges Teixeira O quanto você realmente sabe sobre seu ídolo? Depois de mais de duas décadas trabalhando para publicações como The New York Times e Rolling Stone, o jornalista Neil Strauss, autor de biografias do Marilyn Manson e Mötley Crüe, resolveu resgatar suas anotações de milhares de conversas com algumas das maiores celebridades do mundo e publicar em Fama & Loucura (editora BestSeller), seu mais recente livro. Strauss avisa de cara: não é um livro com as entrevistas mais marcantes ou bombásticas da sua vida, mas pequenas partes de encontros que, quando publicados, foram ignoradas. A obra é, basicamente, a reunião de 228 minutos de diferentes artistas da música, da televisão e do cinema. Os nomes são tão variados quanto importantes: Madonna, Johnny Cash, Led Zeppelin, Mike Tyson, Snoop Dogg e por aí vai... Você vai ver que pode se descobrir muito mais sobre celebridades em pequenos trechos se eles forem sinceros e espontâneos. O ator Ben Stiller, por exemplo, que reputação de neurótico, admite que já fez terapia, mas recusa-se a falar do assunto. Já Bruce Springsteen não só fala que gosta como conta que recorre à prática de tempos em tempos. Trent Reznor, do Nine Inch Nails, fala sobre ter largado a faculdade e que até já pensou em se matar durante um bloqueio criativo e por não gostar de The Downward Spiral, um dos álbuns mais bem cotados da banda. Mas nem todos os momentos são tão reveladores assim. Há o bizarro encontro com Julian Casablancas em um bar em Nova York. O líder dos Strokes exagera no álcool, implica com o gravador e dá, segundo o autor, "a pior entrevista da história". Strauss não hesita e faz de tudo com seus entrevistados – o que, sem dúvida, contribui para o material. Ele entra em uma banheira de hidromassagem com Marilyn Manson, dá tiros com o rapper Ludacris, anda de helicóptero com Maddona, dorme na casa de Reznor, acompanha um baile funk na Cidade de Deus com DJ Malboro, cercado de traficantes armados... Os 20 anos de anotações esquecidas de Strauss podem servir como reflexão sobre como celebridades muitas vezes criam máscaras de suas personalidades e como a imprensa muitas vezes as reproduzem. Mas se você não procura por uma reflexão, apenas diversão, Fama & Loucura também é a obra certa.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Resenha de Fama & Loucura, de Neil Strauss

por em 18/10/2014
ong>Jornalista tira da gaveta entrevistas reveladoras com as maiores celebridades do mundo fama e loucura Por Lucas Borges Teixeira O quanto você realmente sabe sobre seu ídolo? Depois de mais de duas décadas trabalhando para publicações como The New York Times e Rolling Stone, o jornalista Neil Strauss, autor de biografias do Marilyn Manson e Mötley Crüe, resolveu resgatar suas anotações de milhares de conversas com algumas das maiores celebridades do mundo e publicar em Fama & Loucura (editora BestSeller), seu mais recente livro. Strauss avisa de cara: não é um livro com as entrevistas mais marcantes ou bombásticas da sua vida, mas pequenas partes de encontros que, quando publicados, foram ignoradas. A obra é, basicamente, a reunião de 228 minutos de diferentes artistas da música, da televisão e do cinema. Os nomes são tão variados quanto importantes: Madonna, Johnny Cash, Led Zeppelin, Mike Tyson, Snoop Dogg e por aí vai... Você vai ver que pode se descobrir muito mais sobre celebridades em pequenos trechos se eles forem sinceros e espontâneos. O ator Ben Stiller, por exemplo, que reputação de neurótico, admite que já fez terapia, mas recusa-se a falar do assunto. Já Bruce Springsteen não só fala que gosta como conta que recorre à prática de tempos em tempos. Trent Reznor, do Nine Inch Nails, fala sobre ter largado a faculdade e que até já pensou em se matar durante um bloqueio criativo e por não gostar de The Downward Spiral, um dos álbuns mais bem cotados da banda. Mas nem todos os momentos são tão reveladores assim. Há o bizarro encontro com Julian Casablancas em um bar em Nova York. O líder dos Strokes exagera no álcool, implica com o gravador e dá, segundo o autor, "a pior entrevista da história". Strauss não hesita e faz de tudo com seus entrevistados – o que, sem dúvida, contribui para o material. Ele entra em uma banheira de hidromassagem com Marilyn Manson, dá tiros com o rapper Ludacris, anda de helicóptero com Maddona, dorme na casa de Reznor, acompanha um baile funk na Cidade de Deus com DJ Malboro, cercado de traficantes armados... Os 20 anos de anotações esquecidas de Strauss podem servir como reflexão sobre como celebridades muitas vezes criam máscaras de suas personalidades e como a imprensa muitas vezes as reproduzem. Mas se você não procura por uma reflexão, apenas diversão, Fama & Loucura também é a obra certa.