NOTÍCIAS

Sam Smith diz que se sente "tão mulher quanto homem"

Novo disco do cantor será lançado no início de novembro

por Redação em 23/10/2017

Sam Smith se afastou dos holofotes por alguns anos depois do sucesso meteórico de seu primeiro disco. Em uma entrevista com o The Sunday Times, ele falou abertamente sobre seus segredos. Entre as revelações, Smith contou que tem uma loja drag favorita em Sidney, Austrália, chamada House of Priscilla, que ele visita todas as vezes que está na cidade - "Ai meu Deus, eu compro tudo -- saltos, vestidos. Nos divertimos". 

SAM SMITH LANÇA CLIPE DE “TOO GOOD AT GOODBYES”

“Eu amo saltos. Tenho vários em casa. As pessoas não sabem disso, mas quando eu tinha 17 anos, lembro de ficar obcecado com Boy George e Marilyn e tudo isso. Houve um momento em minha vida em que eu não tinha uma peça de roupa masculina, de verdade. Eu usava maquiagem para ir para a escola, com cílios postiços, leggings, coturnos, casacos de pele. Por uns dois anos e meio", revelou.

“Não sei qual seria o rótulo, mas me sinto tão mulher quanto homem", continuou.

samsmithSmith também contou que se arrepende de suas tatuagens "dramáticas" - em cada braço, ele escreveu "sozinho" e "honestidade", dizendo: "Não sei porque as fiz. Olho para elas agora e me arrependo. Mas tenho que respeitar o que eu estava sentindo no momento, sabe?".

Em 2014, Smith conquistou fama internacional com o disco In The Lonely Hour,pelo qual ele ganhou quatro prêmios Grammy. "Eu tinha 19 anos quando comecei a escrever para meu primeiro álbum. Tinha me mudado de uma vila para Londres - eu era, literalmente, o único gay da vila. Não sabia o que dizer. Lembro, no início da carreira, de ser chamado de "cantor gay" e eu não queria aquilo. Queria ser visto primeiramente como um cantor, antes de falarem sobre minha vida pessoal. Agora isso mudou. Eu mudei. Percebi que talvez eu não me importe com este rótulo", explicou.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Sam Smith diz que se sente "tão mulher quanto homem"

Novo disco do cantor será lançado no início de novembro

por Redação em 23/10/2017

Sam Smith se afastou dos holofotes por alguns anos depois do sucesso meteórico de seu primeiro disco. Em uma entrevista com o The Sunday Times, ele falou abertamente sobre seus segredos. Entre as revelações, Smith contou que tem uma loja drag favorita em Sidney, Austrália, chamada House of Priscilla, que ele visita todas as vezes que está na cidade - "Ai meu Deus, eu compro tudo -- saltos, vestidos. Nos divertimos". 

SAM SMITH LANÇA CLIPE DE “TOO GOOD AT GOODBYES”

“Eu amo saltos. Tenho vários em casa. As pessoas não sabem disso, mas quando eu tinha 17 anos, lembro de ficar obcecado com Boy George e Marilyn e tudo isso. Houve um momento em minha vida em que eu não tinha uma peça de roupa masculina, de verdade. Eu usava maquiagem para ir para a escola, com cílios postiços, leggings, coturnos, casacos de pele. Por uns dois anos e meio", revelou.

“Não sei qual seria o rótulo, mas me sinto tão mulher quanto homem", continuou.

samsmithSmith também contou que se arrepende de suas tatuagens "dramáticas" - em cada braço, ele escreveu "sozinho" e "honestidade", dizendo: "Não sei porque as fiz. Olho para elas agora e me arrependo. Mas tenho que respeitar o que eu estava sentindo no momento, sabe?".

Em 2014, Smith conquistou fama internacional com o disco In The Lonely Hour,pelo qual ele ganhou quatro prêmios Grammy. "Eu tinha 19 anos quando comecei a escrever para meu primeiro álbum. Tinha me mudado de uma vila para Londres - eu era, literalmente, o único gay da vila. Não sabia o que dizer. Lembro, no início da carreira, de ser chamado de "cantor gay" e eu não queria aquilo. Queria ser visto primeiramente como um cantor, antes de falarem sobre minha vida pessoal. Agora isso mudou. Eu mudei. Percebi que talvez eu não me importe com este rótulo", explicou.