NOTÍCIAS

Sem Safadão, Bruno & Barretto gravam primeiro DVD

por em 09/11/2015
(fot
o: Paduardo / Phábrica de Imagens) Por Rodrigo Amaral da Rocha Embalados pelo hit “Farra, Pinga E Foguete”, Bruno & Barretto reuniram mais de 20 mil pessoas neste sábado (07/11), em Londrina, para a gravação do primeiro DVD da (ainda curta) carreira da dupla, A Força Do Interior. Aos gritos de “trabalhar é o cacete, o negócio é farra pinga e foguete”, refrão do maior sucesso da dupla, e “vai, Safadão”, referência ao esperado convidado, o animado público chegava para o show de mais de três horas. A Billboard Brasil foi até lá para acompanhar de perto esse fenômeno. Com um repertório de 21 músicas, o show, que foi até as cinco horas da manhã não deu espaço para o romantismo. Além da música que fez sucesso no país inteiro e “Eu Quero É Rolo”, atualmente na 10ª posição do Brasil Hot 100, o DVD conta com algumas inéditas, como “Ela É Top” e “Tô Pouco Me Lixando”, gravada ao lado da dupla Conrado & Aleksandro. [caption id="attachment_45261" align="aligncenter" width="614"]Bruno&Barreto_DVDLondrina_FtsPaduardo (115) Bruno & Barreto com a dupla Conrado & Aleksandro (foto: Paduardo / Phábrica de Imagens)[/caption] Participação mais do que recorrente no mundo sertanejo, Wesley Safadão acabou não comparecendo à gravação. O mito da internet não chegou a tempo após fazer duas apresentações em Minas Gerais no mesmo dia. Coincidentemente, uma semana antes, Safadão abriu espaço para Bruno & Barretto se apresentarem no Caldas Country, após a dupla se atrasar para a hora programada no festival. “Ele abraçou o Bruno & Barretto. Muitos artistas começaram a cantar “Farra, Pinga E Foguete” pelo Brasil, mas nunca citam a dupla. Já o Wesley, em todos os lugares que ele canta, ele fala o nosso nome na letra”, comenta Barretto. Farra Com o sucesso, vem o assédio. Após o estouro da primeira música de trabalho, a média de shows aumentou para cerca de 20, 25 ao mês. Eles assumem que é bem cansativo, mas junto com isso vem outro tipo de assédio: o da mulherada. “Melhorou bem para nós. Barretto [de 25 anos] até largou da namorada. Antes de a gente dar esse estourinho, ele disse assim: ‘Eu já vi que ia dar errado e logo terminei’”, conta Bruno [23], aos risos, antes de Barretto completar: “É para focar mesmo”. [caption id="attachment_45264" align="aligncenter" width="717"]Bruno&Barreto_DVDLondrina_FtsPaduardo (75) (foto: Paduardo / Phábrica de Imagens)[/caption] Pinga Alguns fatores explicam o sucesso de “Farra, Pinga E Foguete” - e eles estão no próprio título do hit. Feita para festejar, a música que fala de “zona”, de “tomar uma” e “trabalhar é o cacete” atinge também o público mais jovem, como Luigi, de 7 anos, que foi acompanhado do pai para ver a passagem de som da dupla antes da farra tomar conta do lugar. Apesar do conteúdo impróprio, eles não se preocupam com nenhum tipo de apologia. “Eu acho que não influencia, não. Quem vai numa festa já vai para beber e curtir, independente da música que a gente vai cantar”, comenta Barretto. [caption id="attachment_45263" align="aligncenter" width="717"]Bruno&Barreto_DVDLondrina_FtsPaduardo (128) (foto: Paduardo / Phábrica de Imagens)[/caption] Foguete Até a concretização do sonho de gravar um DVD, os cantores do interior do Paraná demoraram apenas sete meses depois de formarem a dupla. Rapidamente, o animado hit de refrão fácil “Farra, Pinga E Foguete” começou a bombar no país inteiro. Ela aparece no ranking Brasil Hot 100 desde o dia 20 de abril. “Quando surgiu o Bruno & Barretto não sabíamos que estilo pegar e apareceu “Farra Pinga E Foguete”. A gente não queria gravar porque tem um palavreado diferente, com palavrão, uma coisa mais descontraída. Os empresários pediram para gravar porque a música era boa e bem pra cima. Para entrar no mercado tem que fazer uma coisa mais chiclete”, assume Barretto. Além de conviver com o sucesso repentino, os jovens cantores tiveram que aprender a conviver entre eles. Eles, inclusive, moram juntos hoje. “Eu sou realista. A gente se respeita muito. Não somos aqueles irmãos de um xingar ao outro, mas isso muda com o passar do tempo”, fala o sincero Barretto.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Sem Safadão, Bruno & Barretto gravam primeiro DVD

por em 09/11/2015
(fot
o: Paduardo / Phábrica de Imagens) Por Rodrigo Amaral da Rocha Embalados pelo hit “Farra, Pinga E Foguete”, Bruno & Barretto reuniram mais de 20 mil pessoas neste sábado (07/11), em Londrina, para a gravação do primeiro DVD da (ainda curta) carreira da dupla, A Força Do Interior. Aos gritos de “trabalhar é o cacete, o negócio é farra pinga e foguete”, refrão do maior sucesso da dupla, e “vai, Safadão”, referência ao esperado convidado, o animado público chegava para o show de mais de três horas. A Billboard Brasil foi até lá para acompanhar de perto esse fenômeno. Com um repertório de 21 músicas, o show, que foi até as cinco horas da manhã não deu espaço para o romantismo. Além da música que fez sucesso no país inteiro e “Eu Quero É Rolo”, atualmente na 10ª posição do Brasil Hot 100, o DVD conta com algumas inéditas, como “Ela É Top” e “Tô Pouco Me Lixando”, gravada ao lado da dupla Conrado & Aleksandro. [caption id="attachment_45261" align="aligncenter" width="614"]Bruno&Barreto_DVDLondrina_FtsPaduardo (115) Bruno & Barreto com a dupla Conrado & Aleksandro (foto: Paduardo / Phábrica de Imagens)[/caption] Participação mais do que recorrente no mundo sertanejo, Wesley Safadão acabou não comparecendo à gravação. O mito da internet não chegou a tempo após fazer duas apresentações em Minas Gerais no mesmo dia. Coincidentemente, uma semana antes, Safadão abriu espaço para Bruno & Barretto se apresentarem no Caldas Country, após a dupla se atrasar para a hora programada no festival. “Ele abraçou o Bruno & Barretto. Muitos artistas começaram a cantar “Farra, Pinga E Foguete” pelo Brasil, mas nunca citam a dupla. Já o Wesley, em todos os lugares que ele canta, ele fala o nosso nome na letra”, comenta Barretto. Farra Com o sucesso, vem o assédio. Após o estouro da primeira música de trabalho, a média de shows aumentou para cerca de 20, 25 ao mês. Eles assumem que é bem cansativo, mas junto com isso vem outro tipo de assédio: o da mulherada. “Melhorou bem para nós. Barretto [de 25 anos] até largou da namorada. Antes de a gente dar esse estourinho, ele disse assim: ‘Eu já vi que ia dar errado e logo terminei’”, conta Bruno [23], aos risos, antes de Barretto completar: “É para focar mesmo”. [caption id="attachment_45264" align="aligncenter" width="717"]Bruno&Barreto_DVDLondrina_FtsPaduardo (75) (foto: Paduardo / Phábrica de Imagens)[/caption] Pinga Alguns fatores explicam o sucesso de “Farra, Pinga E Foguete” - e eles estão no próprio título do hit. Feita para festejar, a música que fala de “zona”, de “tomar uma” e “trabalhar é o cacete” atinge também o público mais jovem, como Luigi, de 7 anos, que foi acompanhado do pai para ver a passagem de som da dupla antes da farra tomar conta do lugar. Apesar do conteúdo impróprio, eles não se preocupam com nenhum tipo de apologia. “Eu acho que não influencia, não. Quem vai numa festa já vai para beber e curtir, independente da música que a gente vai cantar”, comenta Barretto. [caption id="attachment_45263" align="aligncenter" width="717"]Bruno&Barreto_DVDLondrina_FtsPaduardo (128) (foto: Paduardo / Phábrica de Imagens)[/caption] Foguete Até a concretização do sonho de gravar um DVD, os cantores do interior do Paraná demoraram apenas sete meses depois de formarem a dupla. Rapidamente, o animado hit de refrão fácil “Farra, Pinga E Foguete” começou a bombar no país inteiro. Ela aparece no ranking Brasil Hot 100 desde o dia 20 de abril. “Quando surgiu o Bruno & Barretto não sabíamos que estilo pegar e apareceu “Farra Pinga E Foguete”. A gente não queria gravar porque tem um palavreado diferente, com palavrão, uma coisa mais descontraída. Os empresários pediram para gravar porque a música era boa e bem pra cima. Para entrar no mercado tem que fazer uma coisa mais chiclete”, assume Barretto. Além de conviver com o sucesso repentino, os jovens cantores tiveram que aprender a conviver entre eles. Eles, inclusive, moram juntos hoje. “Eu sou realista. A gente se respeita muito. Não somos aqueles irmãos de um xingar ao outro, mas isso muda com o passar do tempo”, fala o sincero Barretto.