NOTÍCIAS

Será “Happy”, de Pharrell, o próximo alvo de processo?

por em 13/03/2015

Por Lars Brandle

Pharrell Williams pode ser o próximo artista a enfrentar um processo por direitos autorais. Robin Thicke e ele foram condenados, por um júri de Los Angeles, por um plágio na música “Blurred Lines”. A acusação foi feita pela família de Marvin Gaye, que apontava a violação de direitos autorais de “Got To Give It Up”, lançada em 1977.

Agora o alvo pode ser "Happy". “Não vou mentir. Eu as acho parecidas”, disse Nona Gaye, filha de Marvin, à emissora CBS sobre “Happy”, de Pharrell, e “Ain't That Peculiar”, do pai, lançada em 1965 e que chegou à 8ª posição do Hot 100. O hit de Pharrell foi um sucesso mundial que teve mais de 10 milhões de cópias vendidas, ganhou os Grammys de Melhor Videoclipe e Melhor Performance Pop, e foi um dos principais líderes do Hot 100 em 2014.

A família de Gaye ainda não está considerando tomar medidas legais contra Pharrell. “Nós não estamos nesse lugar”, disse Nona. Janis Gaye, a ex-mulher de Marvin, disse que sua família iria gozar da mais recente vitória judicial antes de partir para outra. “Hoje, estamos vivendo o momento, e estamos satisfeitos”, disse. “Ouvi as combinações – mas nem precisava ouvir. Eu conheço 'Ain't That Peculiar' e já escutei 'Happy.'”

A família de Marvin Gaye processou Pharrell e Thicke, assim como o rapper T.I. (cujo nome verdadeiro é Clifford Harris Jr.), por infringirem os direitos autorais do hit de Gaye, inicialmente buscando uma indenização de US$ 25 milhões. Depois de oito dias de depoimentos, um júri determinou, na terça-feira (10/03), que os artistas pagassem U$ 7,5 milhões pelos danos.

Compare "Happy" e "Ain't That Peculiar" abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=gFER9-JvKdg
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Será “Happy”, de Pharrell, o próximo alvo de processo?

por em 13/03/2015

Por Lars Brandle

Pharrell Williams pode ser o próximo artista a enfrentar um processo por direitos autorais. Robin Thicke e ele foram condenados, por um júri de Los Angeles, por um plágio na música “Blurred Lines”. A acusação foi feita pela família de Marvin Gaye, que apontava a violação de direitos autorais de “Got To Give It Up”, lançada em 1977.

Agora o alvo pode ser "Happy". “Não vou mentir. Eu as acho parecidas”, disse Nona Gaye, filha de Marvin, à emissora CBS sobre “Happy”, de Pharrell, e “Ain't That Peculiar”, do pai, lançada em 1965 e que chegou à 8ª posição do Hot 100. O hit de Pharrell foi um sucesso mundial que teve mais de 10 milhões de cópias vendidas, ganhou os Grammys de Melhor Videoclipe e Melhor Performance Pop, e foi um dos principais líderes do Hot 100 em 2014.

A família de Gaye ainda não está considerando tomar medidas legais contra Pharrell. “Nós não estamos nesse lugar”, disse Nona. Janis Gaye, a ex-mulher de Marvin, disse que sua família iria gozar da mais recente vitória judicial antes de partir para outra. “Hoje, estamos vivendo o momento, e estamos satisfeitos”, disse. “Ouvi as combinações – mas nem precisava ouvir. Eu conheço 'Ain't That Peculiar' e já escutei 'Happy.'”

A família de Marvin Gaye processou Pharrell e Thicke, assim como o rapper T.I. (cujo nome verdadeiro é Clifford Harris Jr.), por infringirem os direitos autorais do hit de Gaye, inicialmente buscando uma indenização de US$ 25 milhões. Depois de oito dias de depoimentos, um júri determinou, na terça-feira (10/03), que os artistas pagassem U$ 7,5 milhões pelos danos.

Compare "Happy" e "Ain't That Peculiar" abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=gFER9-JvKdg