NOTÍCIAS

Sinead O’Connor rebate críticas ao Band Aid 30: ‘Todo mundo devia calar a p**** da boca’

por em 26/11/2014

Por Lars Brandle

Sinead O’Connor rebateu as críticas feitas à última versão repleta de estrelas do single beneficente da Band Aid, pedindo que todos “calem a p---- da boca”.

O projeto, coordenado por Bob Geldof e coescrito com Midge Ure, foi concebido em 1984 para arrecadar fundos para combater a fome na Etiópia (que também inspirou Geldof a lançar o Live Aid no ano seguinte). Desta vez, o Band Aid 30 tem a participação de One Direction, Ed Sheeran, Bono Vox, Chris Martin, Seal, Sam Smith, Ellie Goulding, Rita Ora e Sande.

A cantora irlandesa de língua afiada participou da última gravação de “Do They Know Its Christmas?”, que tornou-se o número 1 no ranking doReino Unido esta semana, com mais de 312 mil cópias. Isso deu ao single a venda mais rápida do ano até o momento, mesmo sem o benefício de material físico e de streaming (o CD será lançado em dezembro). Diferentes versões da música lideraram o topo do ranking em três ocasiões diferentes (1984, 1989 e 2004). Essa, com Sinead, está arrecadando dinheiro para o combate do vírus ebola na África ocidental.

https://www.youtube.com/watch?v=i1jeiC-JEsI

No entanto, o trabalho em equipe foi bombardeado pela imprensa e nas redes sociais, com argumentos de que a música pop cheia de celebridades não foi uma boa solução para a crise do ebola. O jornal britânico The Guardian publicou uma crítica ao projeto com o título: “Band Aid 30: desajeitado, paternalista e errado de diversas maneiras”.

Outra publicação do Reino Unido, o Broadsheet, perguntou a Sinead o que ela achava das críticas feitas à canção no meio musical. “Eu acho que todo mundo deve calar a porra da boca. Se você não gostou da letra, você não deveria ter concordado em cantar a música. Eu acho  presunçoso a Lily Allen dizer que é presunçoso. A suposição de que qualquer um que tenha participado do álbum não doou dinheiro é exatamente isso, uma suposição”, disse.

O líder do The Boomtown Rats, Bob Geldof, já admitiu não ser o maior fã da sua própria música. Em uma entrevista ao Daily Mail em 2010, o irlandês disse ser responsável por duas das piores músicas da história: “Do They Know It’s Christmas?” e “We Are The World”.

Geldof, que não perde tempo com críticas, supostamente contatou David Guetta para trabalhar em um remix do single.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Sinead O’Connor rebate críticas ao Band Aid 30: ‘Todo mundo devia calar a p**** da boca’

por em 26/11/2014

Por Lars Brandle

Sinead O’Connor rebateu as críticas feitas à última versão repleta de estrelas do single beneficente da Band Aid, pedindo que todos “calem a p---- da boca”.

O projeto, coordenado por Bob Geldof e coescrito com Midge Ure, foi concebido em 1984 para arrecadar fundos para combater a fome na Etiópia (que também inspirou Geldof a lançar o Live Aid no ano seguinte). Desta vez, o Band Aid 30 tem a participação de One Direction, Ed Sheeran, Bono Vox, Chris Martin, Seal, Sam Smith, Ellie Goulding, Rita Ora e Sande.

A cantora irlandesa de língua afiada participou da última gravação de “Do They Know Its Christmas?”, que tornou-se o número 1 no ranking doReino Unido esta semana, com mais de 312 mil cópias. Isso deu ao single a venda mais rápida do ano até o momento, mesmo sem o benefício de material físico e de streaming (o CD será lançado em dezembro). Diferentes versões da música lideraram o topo do ranking em três ocasiões diferentes (1984, 1989 e 2004). Essa, com Sinead, está arrecadando dinheiro para o combate do vírus ebola na África ocidental.

https://www.youtube.com/watch?v=i1jeiC-JEsI

No entanto, o trabalho em equipe foi bombardeado pela imprensa e nas redes sociais, com argumentos de que a música pop cheia de celebridades não foi uma boa solução para a crise do ebola. O jornal britânico The Guardian publicou uma crítica ao projeto com o título: “Band Aid 30: desajeitado, paternalista e errado de diversas maneiras”.

Outra publicação do Reino Unido, o Broadsheet, perguntou a Sinead o que ela achava das críticas feitas à canção no meio musical. “Eu acho que todo mundo deve calar a porra da boca. Se você não gostou da letra, você não deveria ter concordado em cantar a música. Eu acho  presunçoso a Lily Allen dizer que é presunçoso. A suposição de que qualquer um que tenha participado do álbum não doou dinheiro é exatamente isso, uma suposição”, disse.

O líder do The Boomtown Rats, Bob Geldof, já admitiu não ser o maior fã da sua própria música. Em uma entrevista ao Daily Mail em 2010, o irlandês disse ser responsável por duas das piores músicas da história: “Do They Know It’s Christmas?” e “We Are The World”.

Geldof, que não perde tempo com críticas, supostamente contatou David Guetta para trabalhar em um remix do single.