NOTÍCIAS

Sophia Abrahão e Nego do Borel fazem sucesso na Dança dos Famosos

Billboard conversou com Henrique Matias, diretor do quadro; ouça também as playlists dos participantes

por Marcos Lauro em 27/11/2016

O Dança dos Famosos, um dos quadros mais comentados do Domingão do Faustão, está próximo da final e ainda tem cinco participantes: Sophia Abrahão, Nego do Borel, Felipe Simas, Rainer Cadete e Brenno Leone. E se você pensa que artistas da música levam vantagem nesse jogo, você está enganado. “Todo mundo pensa isso quando a gente convida. Mas o Nêgo já falou pra mim: ‘Que isso, diretor, nunca fiz isso na vida!’. E quem vê a Sophia dançando agora... ela se joga, está bem diferente do começo dela na disputa”, afirma Henrique Matias, diretor que é responsável por todo o processo nesse quadro – desde a escolha dos convidados até a exibição, todo domingo. “O Nêgo é cômico, a galera já olha pra ele esperando que ele brinque, faça algo divertido. O desafio era fazer algo mais sério, mas não rolou. Aí falei pra desencanar, fazer do jeito dele mesmo”, brinca o diretor.

Matias explica que uma mudança na produção do quadro foi fundamental para o sucesso: Agora, o Dança conta com produção musical da S De Samba, produtora de Wilson Simoninha e Jair Oliveira. “Até ano passado, a gente trabalhava com produção musical interna, no Rio de Janeiro. Com a mudança do programa para São Paulo, optamos por essa solução. Foi uma aposta que fiz com o próprio Fausto, de trabalhar em cima das músicas originais. Fizemos isso no Dancinha dos Famosos e teve uma repercussão legal”, explica Matias.

O quadro também abre espaço para apostas em ritmos musicais nem tão conhecidos. Quando pensamos em dança, é fácil lembrar de forró, samba e outros ritmos que exigem o mínimo de coordenação motora do praticante. “Mas nesse ano, por exemplo, apostamos no country, que é um estilo muito americano... nosso público não é esse, mas a gente dá a novidade”, contou Matias, que também abriu espaço para a música latina: “Eu queria algo mais rápido e fomos pras salsas porto-riquenhas. Funcionou”.

E o que faz um artista muitas vezes dar uma pausa na sua carreira e aceitar um desafio como esse, que necessita de muita dedicação e emprenho? “Um pouco de tudo. É um quadro que dá visibilidade pra um público que eles não estão muito acostumados, é muito popular, pega as classes mais baixas, no domingo e tal. O que eu falo pra eles é que se tornam artistas melhores... na Broadway tem criança de oito anos fazendo coisas absurdas. E aqui o ator é mais podado. A produção trata muito bem o artista, eles se sentem em casa, à vontade... e a gente concilia a agenda com outros trabalhos deles”, garante o diretor.

Para o ano que vem, Matias espera o mesmo sucesso: “O quadro vai se consolidando a cada ano, virou campeonato brasileiro, o pessoal acompanha. E eu torço pelo espetáculo. A gente não influencia o júri, no voto... se o jurado fala besteira, é por ele. Depois ele vê a repercussão nas redes sociais [risos]”.

Nesse domingo (27/11), o quadro terá as apresentações dos cinco finalistas. Um casal será eliminado, assim como no domingo seguinte (04/12). A final será com três participantes.

Pedimos para Sophia Abrahão e Nêgo do Borel fazerem suas playlists para sentirmos o clima dos treinos. Enquanto Sophia pega novidades como Bruno Mars e Lady Gaga, Nêgo ouve Tim Maia e Seu Jorge.

Ouça a playlist da Sophia:

Ouça a playlist do Nêgo:

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Sophia Abrahão e Nego do Borel fazem sucesso na Dança dos Famosos

Billboard conversou com Henrique Matias, diretor do quadro; ouça também as playlists dos participantes

por Marcos Lauro em 27/11/2016

O Dança dos Famosos, um dos quadros mais comentados do Domingão do Faustão, está próximo da final e ainda tem cinco participantes: Sophia Abrahão, Nego do Borel, Felipe Simas, Rainer Cadete e Brenno Leone. E se você pensa que artistas da música levam vantagem nesse jogo, você está enganado. “Todo mundo pensa isso quando a gente convida. Mas o Nêgo já falou pra mim: ‘Que isso, diretor, nunca fiz isso na vida!’. E quem vê a Sophia dançando agora... ela se joga, está bem diferente do começo dela na disputa”, afirma Henrique Matias, diretor que é responsável por todo o processo nesse quadro – desde a escolha dos convidados até a exibição, todo domingo. “O Nêgo é cômico, a galera já olha pra ele esperando que ele brinque, faça algo divertido. O desafio era fazer algo mais sério, mas não rolou. Aí falei pra desencanar, fazer do jeito dele mesmo”, brinca o diretor.

Matias explica que uma mudança na produção do quadro foi fundamental para o sucesso: Agora, o Dança conta com produção musical da S De Samba, produtora de Wilson Simoninha e Jair Oliveira. “Até ano passado, a gente trabalhava com produção musical interna, no Rio de Janeiro. Com a mudança do programa para São Paulo, optamos por essa solução. Foi uma aposta que fiz com o próprio Fausto, de trabalhar em cima das músicas originais. Fizemos isso no Dancinha dos Famosos e teve uma repercussão legal”, explica Matias.

O quadro também abre espaço para apostas em ritmos musicais nem tão conhecidos. Quando pensamos em dança, é fácil lembrar de forró, samba e outros ritmos que exigem o mínimo de coordenação motora do praticante. “Mas nesse ano, por exemplo, apostamos no country, que é um estilo muito americano... nosso público não é esse, mas a gente dá a novidade”, contou Matias, que também abriu espaço para a música latina: “Eu queria algo mais rápido e fomos pras salsas porto-riquenhas. Funcionou”.

E o que faz um artista muitas vezes dar uma pausa na sua carreira e aceitar um desafio como esse, que necessita de muita dedicação e emprenho? “Um pouco de tudo. É um quadro que dá visibilidade pra um público que eles não estão muito acostumados, é muito popular, pega as classes mais baixas, no domingo e tal. O que eu falo pra eles é que se tornam artistas melhores... na Broadway tem criança de oito anos fazendo coisas absurdas. E aqui o ator é mais podado. A produção trata muito bem o artista, eles se sentem em casa, à vontade... e a gente concilia a agenda com outros trabalhos deles”, garante o diretor.

Para o ano que vem, Matias espera o mesmo sucesso: “O quadro vai se consolidando a cada ano, virou campeonato brasileiro, o pessoal acompanha. E eu torço pelo espetáculo. A gente não influencia o júri, no voto... se o jurado fala besteira, é por ele. Depois ele vê a repercussão nas redes sociais [risos]”.

Nesse domingo (27/11), o quadro terá as apresentações dos cinco finalistas. Um casal será eliminado, assim como no domingo seguinte (04/12). A final será com três participantes.

Pedimos para Sophia Abrahão e Nêgo do Borel fazerem suas playlists para sentirmos o clima dos treinos. Enquanto Sophia pega novidades como Bruno Mars e Lady Gaga, Nêgo ouve Tim Maia e Seu Jorge.

Ouça a playlist da Sophia:

Ouça a playlist do Nêgo: