NOTÍCIAS

Taylor Swift é eleita a artista musical mais poderosa pela mídia britânica

por em 09/12/2014
Tayl
or Swift foi eleita a artista musical mais poderosa pelo The Guardian em seu ranking anual de personalidades influentes, o MediaGuardian 100. Em 10º lugar, Taylor é o primeiro nome do meio musical a figurar na lista liderada por três personalidades da área de negócios: Larry Page (CEO e cofundador do Google), Mark Zuckerberg (CEO e cofundador do Facebook) e Tim Cook (CEO da Apple). Única mulher no Top 10, Taylor tem uma fortuna estimada em US$ 200 milhões e já vendeu mais de 30 milhões de discos ao redor mundo. De acordo com os organizadores da lista, a voz do hit “Shake It Off” entrou para o ranking não apenas pelo lançamento de 1989, mas também por sua atitude em relação ao Spotify, serviço de streaming. “Ela ganhou nossa atenção quando retirou seu catálogo do Spotify e trouxe a questão da remuneração dos artistas para os holofotes”, explicam. O The Guardian ainda destacou o fato de Taylor – a mulher mais poderosa da indústria musical, segundo a publicação – ter tomado essa atitude sozinha, sem o apoio de outros artistas.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Taylor Swift é eleita a artista musical mais poderosa pela mídia britânica

por em 09/12/2014
Tayl
or Swift foi eleita a artista musical mais poderosa pelo The Guardian em seu ranking anual de personalidades influentes, o MediaGuardian 100. Em 10º lugar, Taylor é o primeiro nome do meio musical a figurar na lista liderada por três personalidades da área de negócios: Larry Page (CEO e cofundador do Google), Mark Zuckerberg (CEO e cofundador do Facebook) e Tim Cook (CEO da Apple). Única mulher no Top 10, Taylor tem uma fortuna estimada em US$ 200 milhões e já vendeu mais de 30 milhões de discos ao redor mundo. De acordo com os organizadores da lista, a voz do hit “Shake It Off” entrou para o ranking não apenas pelo lançamento de 1989, mas também por sua atitude em relação ao Spotify, serviço de streaming. “Ela ganhou nossa atenção quando retirou seu catálogo do Spotify e trouxe a questão da remuneração dos artistas para os holofotes”, explicam. O The Guardian ainda destacou o fato de Taylor – a mulher mais poderosa da indústria musical, segundo a publicação – ter tomado essa atitude sozinha, sem o apoio de outros artistas.