NOTÍCIAS

Taylor Swift fala sobre feminismo e as brigas entre cantoras provocadas pela mídia

por em 02/10/2014
Dura
nte uma entrevista ao programa de televisão canadense Tout Le Monde En Parle, no último final de semana, Taylor Swift não se limitou aos temas musicais e foi muito além da divulgação de seu novo single, “Shake It Off”. Questionada pelo apresentador Guy A. Lepage sobre a avalanche de comentários negativos recebidos pela atriz Emma Watson em decorrência de seu discurso na ONU – em que abordou a igualdade entre homens e mulheres – a cantora respondeu: “Eu adoraria se, quando eu tivesse 12 anos, minha atriz preferida explicasse o que é o feminismo de uma maneira tão intelectual, bonita e pungente”. A cantora foi mais além. “Eu teria entendido e poderia, mais cedo, ter proclamado que sou uma feminista. Tantas garotas por aí negam essa condição porque simplesmente acham que a palavra é um sinônimo para revolta, descontentamento ou reclamação. Não é nada disso. Significa apenas que você acredita que homens e mulheres devem ter direitos e oportunidades iguais. Dizer que você não é uma feminista quer dizer que você acha que os homens devem ter mais direitos e mais oportunidades do que as mulheres.” Para exemplificar, Taylor Swift citou alguns dos problemas que ela própria enfrenta. “As mulheres são constantemente colocadas umas contra as outras pela mídia”, disse. “Você nunca verá uma enquete perguntando quem tem o bumbum mais bonito entre os atores e cantores. A competição será sempre entre atrizes e cantoras. Para que nós tenhamos igualdade entre gêneros, temos que parar de criar intrigas entre as mulheres. Temos que torcer umas pelas outras.” Dois minutos após esta declaração, Lepage  perguntou o que Taylor achava da maneira como Miley Cyrus e Britney Spears se vestem e sobre o fato de ambas não desejarem ser reconhecidas como ídolos adolescentes. Após soltar um “uau”, a loira desabafou: “Torço para quem quer que esteja vivendo sua vida em seus próprios termos, vestindo o que quiser vestir e representando o que quiser representar. Na minha opinião, ninguém pode me dizer para usar menos roupas, assim como eu não vou dizer a ninguém para usar mais roupas”. Assista à entrevista de Taylor Swift: https://www.youtube.com/watch?v=21DuWS6hoVA
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Taylor Swift fala sobre feminismo e as brigas entre cantoras provocadas pela mídia

por em 02/10/2014
Dura
nte uma entrevista ao programa de televisão canadense Tout Le Monde En Parle, no último final de semana, Taylor Swift não se limitou aos temas musicais e foi muito além da divulgação de seu novo single, “Shake It Off”. Questionada pelo apresentador Guy A. Lepage sobre a avalanche de comentários negativos recebidos pela atriz Emma Watson em decorrência de seu discurso na ONU – em que abordou a igualdade entre homens e mulheres – a cantora respondeu: “Eu adoraria se, quando eu tivesse 12 anos, minha atriz preferida explicasse o que é o feminismo de uma maneira tão intelectual, bonita e pungente”. A cantora foi mais além. “Eu teria entendido e poderia, mais cedo, ter proclamado que sou uma feminista. Tantas garotas por aí negam essa condição porque simplesmente acham que a palavra é um sinônimo para revolta, descontentamento ou reclamação. Não é nada disso. Significa apenas que você acredita que homens e mulheres devem ter direitos e oportunidades iguais. Dizer que você não é uma feminista quer dizer que você acha que os homens devem ter mais direitos e mais oportunidades do que as mulheres.” Para exemplificar, Taylor Swift citou alguns dos problemas que ela própria enfrenta. “As mulheres são constantemente colocadas umas contra as outras pela mídia”, disse. “Você nunca verá uma enquete perguntando quem tem o bumbum mais bonito entre os atores e cantores. A competição será sempre entre atrizes e cantoras. Para que nós tenhamos igualdade entre gêneros, temos que parar de criar intrigas entre as mulheres. Temos que torcer umas pelas outras.” Dois minutos após esta declaração, Lepage  perguntou o que Taylor achava da maneira como Miley Cyrus e Britney Spears se vestem e sobre o fato de ambas não desejarem ser reconhecidas como ídolos adolescentes. Após soltar um “uau”, a loira desabafou: “Torço para quem quer que esteja vivendo sua vida em seus próprios termos, vestindo o que quiser vestir e representando o que quiser representar. Na minha opinião, ninguém pode me dizer para usar menos roupas, assim como eu não vou dizer a ninguém para usar mais roupas”. Assista à entrevista de Taylor Swift: https://www.youtube.com/watch?v=21DuWS6hoVA