NOTÍCIAS

Vida bandida para ler e ouvir

por em 13/04/2015
Por Marcos Lauro
Bernardo Vilhena é daqueles caras que não aparecem muito e não têm um nome reconhecido de primeira pelo grande público. Mas se você conhece a carreira de Lobão, Cazuza, Ritchie, Blitz e Max de Castro, entre tantos outros nomes, você já ouviu alguma poesia dele. Poesia? Sim, poesia. Muitas das músicas gravadas por esse artistas nasceram como poesias, que agora estão compiladas no livro Vida Bandida e Outras Vidas, da Azougue Editorial. O livro acumula 40 anos de produção de Vilhena e reúne sete livros já publicados. A Billboard Brasil pediu para o poeta e compositor comentar as músicas de sua autoria que estão na playlist que você ouve abaixo: “Vida Bandida” – Lobão A poesia nasceu em 1974 e a música é de 1987. Quis retratar um estilo de vida que estava nascendo e ganhando força no Rio de Janeiro naquele momento. Fui criado em Ipanema mas já morei no subúrbio, em vários lugares do Rio. “Menina Veneno” – Ritchie Estava viajando e vi o nome de uma mulher num pára-choque de caminhão. Nem me lembrava qual era o nome, mas fiquei com isso na cabeça. E quis escrever uma música para essa mulher. É uma música on the road. “Vida Louca Vida” – Cazuza Eu simplesmente sonhei com o Cazuza cantando esse refrão. Acordei e escrevi a música. O Lobão gravou no disco Vida Bandida, de 1987. Encontrei o Cazuza num show e ele, na hora, cantou o refrão. No ano seguinte, ele regravou a música e eu me emociono até hoje quando ouço. “Revanche” – Lobão Chamo essa música de “minha pequena história da humanidade”. “Samba Raro” – Max de Castro O Max é um grande parceiro. Quando ouvi a melodia, eu pensei: “é um samba raro”. E aí surgiu a letra. Nesse momento, estamos trabalhando num novo disco. Ouça: https://open.spotify.com/user/billboardbrasil/playlist/5qf2TcOqM4RXX7OoMo3iJC
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Vida bandida para ler e ouvir

por em 13/04/2015
Por Marcos Lauro
Bernardo Vilhena é daqueles caras que não aparecem muito e não têm um nome reconhecido de primeira pelo grande público. Mas se você conhece a carreira de Lobão, Cazuza, Ritchie, Blitz e Max de Castro, entre tantos outros nomes, você já ouviu alguma poesia dele. Poesia? Sim, poesia. Muitas das músicas gravadas por esse artistas nasceram como poesias, que agora estão compiladas no livro Vida Bandida e Outras Vidas, da Azougue Editorial. O livro acumula 40 anos de produção de Vilhena e reúne sete livros já publicados. A Billboard Brasil pediu para o poeta e compositor comentar as músicas de sua autoria que estão na playlist que você ouve abaixo: “Vida Bandida” – Lobão A poesia nasceu em 1974 e a música é de 1987. Quis retratar um estilo de vida que estava nascendo e ganhando força no Rio de Janeiro naquele momento. Fui criado em Ipanema mas já morei no subúrbio, em vários lugares do Rio. “Menina Veneno” – Ritchie Estava viajando e vi o nome de uma mulher num pára-choque de caminhão. Nem me lembrava qual era o nome, mas fiquei com isso na cabeça. E quis escrever uma música para essa mulher. É uma música on the road. “Vida Louca Vida” – Cazuza Eu simplesmente sonhei com o Cazuza cantando esse refrão. Acordei e escrevi a música. O Lobão gravou no disco Vida Bandida, de 1987. Encontrei o Cazuza num show e ele, na hora, cantou o refrão. No ano seguinte, ele regravou a música e eu me emociono até hoje quando ouço. “Revanche” – Lobão Chamo essa música de “minha pequena história da humanidade”. “Samba Raro” – Max de Castro O Max é um grande parceiro. Quando ouvi a melodia, eu pensei: “é um samba raro”. E aí surgiu a letra. Nesse momento, estamos trabalhando num novo disco. Ouça: https://open.spotify.com/user/billboardbrasil/playlist/5qf2TcOqM4RXX7OoMo3iJC