NOTÍCIAS

Zalon, backing vocal de Amy, lança EP

Músico acompanhou Amy Wihehouse em turnê e tinha número solo durante os shows

por Marcos Lauro em 15/07/2016

O cantor Zalon Thompson era backing vocal da Amy Winehouse. Só que, diferente da maioria dos backing vocals, Zalon não ficava apenas no fundo do palco. A pedidos da própria Amy, assumia o show e cantava, solo, durante 15 minutos. Nos últimos shows da cantora, em que seu estado de saúde não permitia segurar uma apresentação completa, Zalon também assumia o show e segurava a plateia até que Amy se recuperasse.

AMY, A MENINA QUE SÓ QUERIA CANTAR

Agora, Zalon lança o EP Let Me Breathe, homônimo à música que escreveu em homenagem à cantora. “Fiz essa música para que eu pudesse lidar com a dor. Inicialmente, ela não havia sido feita para ninguém ouvir”, explicou Zalon à Billboard Brasil. Ouça o trabalho e leia o bate papo abaixo:

Você escreveu "Let Me Breathe" em homenagem a Amy, mas a música ficou um bom tempo sem ser gravada. O que o motivou a lançá-la agora?
Eu escrevi “Let Me Breathe” para minha querida amiga Amy Winehouse quando eu fiquei sabendo da sua morte. Eu queria agradecer por tudo o que ela fez por mim. Ela arranjou o meu contrato com a sua gravadora – e, por isso, a minha música pode ser ouvida hoje. Ela me deu 15 minutos no meio dos shows de sua turnê mundial para que eu pudesse executar minha própria música. Ela me deu a oportunidade de estar no álbum Back To Black. Até o meu site ela me deixava dizer nos shows: "Check out ZALONONLINE.COM”. Fiz essa música para que eu pudesse lidar com a dor. Inicialmente, ela não havia sido feita para ninguém ouvir. Um ano depois, um amigo me incentivou a colocá-la para fora e os fãs puderam se conectar com ela. Depois de Amy morreu, minha irmã teve câncer e faleceu aos 34 anos, deixando três filhos que, agora, ajudo a cuidar juntamente com a minha mãe e meu irmão. Minha vida mudou muito em cinco anos. Estou lançando o EP agora e sinto que estou pronto para continuar o legado que começamos.

AMY É O SEGUNDO MAIOR DOCUMENTÁRIO DA HISTÓRIA DO REINO UNIDO

Amy, o documentário, mostra que ela era uma menina muito comum. Como foi viver com Amy na estrada?
Ela foi incrível, amável, doce e muito talentosa. Ela adorava ter pessoas com quem se importava em torno dela. Eu tenho tantas memórias de nós cantando no ônibus da turnê e em quartos de hotel que sinto mais falta disso do que dos shows.

Qual o momento mais incrível da sua convivência com Amy?
Tenho tantas histórias incríveis... mas uma delas foi quando ela ganhou cinco Grammy. Foi uma ocasião tão especial... tinha a família, amigos... parecia uma festa de aniversário. Quando ela ganhou, correu para os meus braços e eu disse: "Baby, você fez isso" e ela disse: "Não Zalon, nós fizemos!”. Ela era uma pessoa amorosa, humilde e atenciosa com toda a equipe ao seu redor.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Zalon, backing vocal de Amy, lança EP

Músico acompanhou Amy Wihehouse em turnê e tinha número solo durante os shows

por Marcos Lauro em 15/07/2016

O cantor Zalon Thompson era backing vocal da Amy Winehouse. Só que, diferente da maioria dos backing vocals, Zalon não ficava apenas no fundo do palco. A pedidos da própria Amy, assumia o show e cantava, solo, durante 15 minutos. Nos últimos shows da cantora, em que seu estado de saúde não permitia segurar uma apresentação completa, Zalon também assumia o show e segurava a plateia até que Amy se recuperasse.

AMY, A MENINA QUE SÓ QUERIA CANTAR

Agora, Zalon lança o EP Let Me Breathe, homônimo à música que escreveu em homenagem à cantora. “Fiz essa música para que eu pudesse lidar com a dor. Inicialmente, ela não havia sido feita para ninguém ouvir”, explicou Zalon à Billboard Brasil. Ouça o trabalho e leia o bate papo abaixo:

Você escreveu "Let Me Breathe" em homenagem a Amy, mas a música ficou um bom tempo sem ser gravada. O que o motivou a lançá-la agora?
Eu escrevi “Let Me Breathe” para minha querida amiga Amy Winehouse quando eu fiquei sabendo da sua morte. Eu queria agradecer por tudo o que ela fez por mim. Ela arranjou o meu contrato com a sua gravadora – e, por isso, a minha música pode ser ouvida hoje. Ela me deu 15 minutos no meio dos shows de sua turnê mundial para que eu pudesse executar minha própria música. Ela me deu a oportunidade de estar no álbum Back To Black. Até o meu site ela me deixava dizer nos shows: "Check out ZALONONLINE.COM”. Fiz essa música para que eu pudesse lidar com a dor. Inicialmente, ela não havia sido feita para ninguém ouvir. Um ano depois, um amigo me incentivou a colocá-la para fora e os fãs puderam se conectar com ela. Depois de Amy morreu, minha irmã teve câncer e faleceu aos 34 anos, deixando três filhos que, agora, ajudo a cuidar juntamente com a minha mãe e meu irmão. Minha vida mudou muito em cinco anos. Estou lançando o EP agora e sinto que estou pronto para continuar o legado que começamos.

AMY É O SEGUNDO MAIOR DOCUMENTÁRIO DA HISTÓRIA DO REINO UNIDO

Amy, o documentário, mostra que ela era uma menina muito comum. Como foi viver com Amy na estrada?
Ela foi incrível, amável, doce e muito talentosa. Ela adorava ter pessoas com quem se importava em torno dela. Eu tenho tantas memórias de nós cantando no ônibus da turnê e em quartos de hotel que sinto mais falta disso do que dos shows.

Qual o momento mais incrível da sua convivência com Amy?
Tenho tantas histórias incríveis... mas uma delas foi quando ela ganhou cinco Grammy. Foi uma ocasião tão especial... tinha a família, amigos... parecia uma festa de aniversário. Quando ela ganhou, correu para os meus braços e eu disse: "Baby, você fez isso" e ela disse: "Não Zalon, nós fizemos!”. Ela era uma pessoa amorosa, humilde e atenciosa com toda a equipe ao seu redor.