NOTÍCIAS

Zé Neto & Cristiano: do anonimato ao Hot 100 em cinco anos

por em 27/08/2015
Por Rodrigo Rocha
São apenas cinco anos que separam Zé Neto & Cristiano do anonimato para a popularidade nacional. Tudo foi muito rápido para a dupla de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Em 2011, os amigos que se conhecem desde os 3 anos de idade se oficializaram como dupla tocando em botecos, casamentos e aniversários. No ano seguinte, o sucesso “Tem Que Ter Pegada” ia de carona com os hits sertanejos sobre carros esportivos que bombavam à época (puxados por um tal de “Camaro Amarelo”) e já os revelava no gênero. Hoje o reconhecimento pelo país afora é imediato. A prova disso é o lançamento do single “Eu Ligo Pra Você” e a entrada instantânea no 14º lugar do Hot 100 Brasil  na mesma semana, se juntando a “Te Amo”, 46ª colocada no ranking semanal das músicas mais tocadas no país. A Billboard Brasil bateu um papo com o Zé Neto e o Cristiano sobre os frutos colhidos nesse período. Quando vocês pararam e viram que estavam no caminho certo? Zé Neto: Quando a música “Tem Que Ter Pegada” começou a rodar. A procura de shows aumentou, o telefone do escritório começou a tocar, o dinheiro a vir, então pensamos: “agora vai”. Há uma preocupação em se diferenciar no meio de tantas duplas sertanejas? Zé Neto: Ah, claro que tem! A gente transmite a nossa verdade, procura mostrar o que a gente realmente é.  No palco somos bem extrovertidos, gostamos de brincar, fazer piada... Mas, como artistas, somos pessoas normais, batalhamos. Vocês preferem falar de amor nas suas canções?  Cristiano: Seja em músicas mais animadas ou românticas, a gente procurar transmitir a verdade mesmo, contar histórias, coisas que aconteceram ou podem acontecer conosco ou com as pessoas que ouvem a nossa música. Alguém, a gente vai atingir. Vocês vão se apresentar na Festa do Peão de Barretos na próxima terça-feira (29/08). O que isso representa para a dupla? Zé Neto: É a nossa primeira vez. Hoje é a maior festa do Brasil.  Ser chamado para cantar lá é sinal de que seu trabalho está sendo reconhecido. É a realização de um sonho que todo mundo que canta sertanejo tem. Se você não sonha em cantar em Barretos, não é sertanejo. Cristiano: A gente vai dar o sangue. Vamos fazer um show inesquecível para quem estiver lá. A carreira de qual dupla vocês têm como espelho? Zé Neto: Não temos em particular uma dupla, a gente gosta muito de Chitãozinho & Xororó, Mato Grosso & Mathias,  Zezé Di Camargo & Luciano e duplas de hoje em dia como Jorge & Matheus... Cristiano: Mas é claro que se for pra ter uma carreira como exemplo, é o Chitãozinho & Xororó, com mais de 40 anos de estrada. É uma coisa que a gente gostaria muito: envelhecer cantando. E rola muita comparação com outras duplas sertanejas?  Cristiano: Rola, rola sim. Mas é uma coisa normal. Antes nos comparavam com Jorge & Matheus. Hoje, como o Henrique & Juliano estão bombando, nos comparam com eles.  Mas com o tempo as pessoas vão nos conhecendo melhor e vão diferenciando cada dupla. https://www.youtube.com/watch?v=SBKvDoCqKRc  
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Zé Neto & Cristiano: do anonimato ao Hot 100 em cinco anos

por em 27/08/2015
Por Rodrigo Rocha
São apenas cinco anos que separam Zé Neto & Cristiano do anonimato para a popularidade nacional. Tudo foi muito rápido para a dupla de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Em 2011, os amigos que se conhecem desde os 3 anos de idade se oficializaram como dupla tocando em botecos, casamentos e aniversários. No ano seguinte, o sucesso “Tem Que Ter Pegada” ia de carona com os hits sertanejos sobre carros esportivos que bombavam à época (puxados por um tal de “Camaro Amarelo”) e já os revelava no gênero. Hoje o reconhecimento pelo país afora é imediato. A prova disso é o lançamento do single “Eu Ligo Pra Você” e a entrada instantânea no 14º lugar do Hot 100 Brasil  na mesma semana, se juntando a “Te Amo”, 46ª colocada no ranking semanal das músicas mais tocadas no país. A Billboard Brasil bateu um papo com o Zé Neto e o Cristiano sobre os frutos colhidos nesse período. Quando vocês pararam e viram que estavam no caminho certo? Zé Neto: Quando a música “Tem Que Ter Pegada” começou a rodar. A procura de shows aumentou, o telefone do escritório começou a tocar, o dinheiro a vir, então pensamos: “agora vai”. Há uma preocupação em se diferenciar no meio de tantas duplas sertanejas? Zé Neto: Ah, claro que tem! A gente transmite a nossa verdade, procura mostrar o que a gente realmente é.  No palco somos bem extrovertidos, gostamos de brincar, fazer piada... Mas, como artistas, somos pessoas normais, batalhamos. Vocês preferem falar de amor nas suas canções?  Cristiano: Seja em músicas mais animadas ou românticas, a gente procurar transmitir a verdade mesmo, contar histórias, coisas que aconteceram ou podem acontecer conosco ou com as pessoas que ouvem a nossa música. Alguém, a gente vai atingir. Vocês vão se apresentar na Festa do Peão de Barretos na próxima terça-feira (29/08). O que isso representa para a dupla? Zé Neto: É a nossa primeira vez. Hoje é a maior festa do Brasil.  Ser chamado para cantar lá é sinal de que seu trabalho está sendo reconhecido. É a realização de um sonho que todo mundo que canta sertanejo tem. Se você não sonha em cantar em Barretos, não é sertanejo. Cristiano: A gente vai dar o sangue. Vamos fazer um show inesquecível para quem estiver lá. A carreira de qual dupla vocês têm como espelho? Zé Neto: Não temos em particular uma dupla, a gente gosta muito de Chitãozinho & Xororó, Mato Grosso & Mathias,  Zezé Di Camargo & Luciano e duplas de hoje em dia como Jorge & Matheus... Cristiano: Mas é claro que se for pra ter uma carreira como exemplo, é o Chitãozinho & Xororó, com mais de 40 anos de estrada. É uma coisa que a gente gostaria muito: envelhecer cantando. E rola muita comparação com outras duplas sertanejas?  Cristiano: Rola, rola sim. Mas é uma coisa normal. Antes nos comparavam com Jorge & Matheus. Hoje, como o Henrique & Juliano estão bombando, nos comparam com eles.  Mas com o tempo as pessoas vão nos conhecendo melhor e vão diferenciando cada dupla. https://www.youtube.com/watch?v=SBKvDoCqKRc