NOTÍCIAS

Zooey Deschanel fala sobre Classics, novo disco do She & Him

por em 19/02/2015
Em e
ntrevista à Billboard, Zooey Deschanel, atriz e integrante do She & Him, comentou sobre a dificuldade de escolher as faixas que seriam regravadas para Classics. O disco da dupla, que chegou ao mercado em dezembro de 2014, conta com releituras de vários clássicos da música americana, como “Stars Fell On Abalama” e “We’ll Meet Again”. “Eu tinha uma lista de 100 músicas. Eu adoro canções populares. As pessoas riem de mim, porque eu sou como um ‘homem idoso’ nesse sentido... As pessoas perguntavam se nós conhecíamos determinada música e, ao ouvir, percebíamos que sim. Nós realmente gostamos dessa coisa espontânea”, contou. Zooey também falou sobre os novos arranjos feitos para as canções e como a gravação foi natural. “Nós gravamos metade das canções de Classics com uma orquestra. Tivemos que pensar bem em arranjos. Acho que fizemos dois ou três takes de cada faixa e usamos vocais ao vivo em todos. Não usamos overdub em nada, o que me deixa satisfeita. Teve esse sentimento old school. Atualmente, nós vivemos numa época em que as pessoas picotam as músicas, palavra por palavra. Nós quisemos fazer à moda antiga, quando não era possível consertar. Tinha que sair tudo certo.”
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Zooey Deschanel fala sobre Classics, novo disco do She & Him

por em 19/02/2015
Em e
ntrevista à Billboard, Zooey Deschanel, atriz e integrante do She & Him, comentou sobre a dificuldade de escolher as faixas que seriam regravadas para Classics. O disco da dupla, que chegou ao mercado em dezembro de 2014, conta com releituras de vários clássicos da música americana, como “Stars Fell On Abalama” e “We’ll Meet Again”. “Eu tinha uma lista de 100 músicas. Eu adoro canções populares. As pessoas riem de mim, porque eu sou como um ‘homem idoso’ nesse sentido... As pessoas perguntavam se nós conhecíamos determinada música e, ao ouvir, percebíamos que sim. Nós realmente gostamos dessa coisa espontânea”, contou. Zooey também falou sobre os novos arranjos feitos para as canções e como a gravação foi natural. “Nós gravamos metade das canções de Classics com uma orquestra. Tivemos que pensar bem em arranjos. Acho que fizemos dois ou três takes de cada faixa e usamos vocais ao vivo em todos. Não usamos overdub em nada, o que me deixa satisfeita. Teve esse sentimento old school. Atualmente, nós vivemos numa época em que as pessoas picotam as músicas, palavra por palavra. Nós quisemos fazer à moda antiga, quando não era possível consertar. Tinha que sair tudo certo.”