NOTÍCIAS

6 coisas que queremos do novo álbum de Justin Timberlake

Astro anunciou o trabalho, Man of the Woods, para o mês de fevereiro

por Redação em 03/01/2018

Os fãs de Justin Timberlake estão alegres! Nessa terça-feira (02/01), o cantor de 36 anos anunciou que seu próximo álbum de estúdio, Man of the Woods, está chegando – e pra já: 2 de fevereiro.

Já faz mais de quatro anos desde que Timberlake lançou seu álbum anterior, The 20/20 Experience - 2 of 2, de setembro de 2013. O cantor vem publicando uma série de imagens de estúdio durante boa parte desse período e deixou os fãs ansiosos para ouvir o que ele tem para 2018. O clima do material de divulgação é mais rústico, o que é muito diferente do que o Timberlake expôs no passado. Como será Man of the Woods?

Enquanto aguardamos a chegada da primeira faixa na sexta-feira (05/01), juntamos uma lista de desejos do que gostaríamos de ver no quinto álbum de Justin Timberlake:

Participação de Pharrell Williams

Assim que a especulação do novo álbum começou, Pharrell Williams foi incluído nos rumores, o que marcaria a primeira vez que Pharrell trabalha em um álbum JT desde após produzir metade de sua estreia em solo 2002, ainda como The Neptunes. E como o trailer do álbum revela, Pharrell estava fortemente envolvido com o Timberlake no estúdio. Considerando que Timberlake contou com vocais do produtor de álbuns anteriores Timbaland em várias faixas, não seria muito pedir uma participação vocal de Pharrell em Man of the Woods, certo? Os dois colaboraram no álbum G I R L de Pharrell em 2014, além de outros projetos fora da discografia de JT anteriormente.

 

Currently...

Uma publicação compartilhada por Justin Timberlake (@justintimberlake) em

Uma verdadeira faixa country

Timberlake voltou às suas raízes do Tennessee na premiação CMA de 2015, quando subiu ao palco com o amigo Chris Stapleton para cantar "Tennessee Whiskey" e "Drink You Away". Com Timberlake prometendo que Man of the Woods é fortemente influenciado por sua educação na cidade pequena de Tennessee, esperamos que ele se incline um pouco mais para o som de Stapleton do que outra música semi-country.

Participação de Silas Randall

Timberlake menciona que seu filho foi uma das maiores influências para o novo álbum. Podemos imaginar que isso significa que vamos ouvir muitos comentários paternos nas letras do álbum e, potencialmente, um som mais suave para um punhado de faixas – mas o que realmente amamos é ouvir a voz do pequeno Silas, especialmente porque nós ainda não tínhamos visto muito o rosto dele. Beyoncé fez isso com Blue Ivy, então por que não ter sua contraparte do pop masculino fazendo o mesmo com o seu primogênito?

 

Shaking off those leftovers like... Hope everyone had a great Thanksgiving! ? @jessicabiel

Uma publicação compartilhada por Justin Timberlake (@justintimberlake) em

Mais de onde veio esta imagem

Horas depois de desvendar o trailer cheio de natureza que provocam o álbum "raízes" de Pharrell, Timberlake publicou uma imagem dividida de si mesmo em um terno e meio em jeans e uma flanela. Poderia muito bem ser a capa do álbum, com Man of the Woods rabiscado abaixo da imagem, mas Timberlake não revelou a história exata por trás da imagem, além de que foi filmada por Ryan McGinley Studios.

Muito mais falsete

"Pusher Love Girl" pode ser uma das músicas mais subestimadas no catálogo de Timberlake, mas é basicamente uma vitrine de oito minutos de sua gama vocal insana e o quão incrível ele soa quando ele vai para notas mais altas. Sem contar que é uma das suas criações mais jazzísticos em The 20/20 Experience.

Uma turnê que passe por mais cidades do Brasil

Ei, Justin, pare com esse negócio de vir só para o Rock in Rio. Sim, é muito legal participar de um dos maiores festivais do mundo e ainda curtir o sol e algumas festinhas no Rio de Janeiro, mas outras cidades também querem ver seu show de perto e não só pela TV. Uma turnê com pelo menos umas cinco cidades brasileiras com o novo trabalho compensaria os shows únicos no Rock in Rio de 2013 e 2017.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Zé da Recaída
Gusttavo Lima
2
Sofázinho (Part. Jorge & Mateus)
Luan Santana
3
Atrasadinha (Part. Ferrugem)
Felipe Araújo
4
Só Pra Castigar
Wesley Safadão
5
Notificação Preferida
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

6 coisas que queremos do novo álbum de Justin Timberlake

Astro anunciou o trabalho, Man of the Woods, para o mês de fevereiro

por Redação em 03/01/2018

Os fãs de Justin Timberlake estão alegres! Nessa terça-feira (02/01), o cantor de 36 anos anunciou que seu próximo álbum de estúdio, Man of the Woods, está chegando – e pra já: 2 de fevereiro.

Já faz mais de quatro anos desde que Timberlake lançou seu álbum anterior, The 20/20 Experience - 2 of 2, de setembro de 2013. O cantor vem publicando uma série de imagens de estúdio durante boa parte desse período e deixou os fãs ansiosos para ouvir o que ele tem para 2018. O clima do material de divulgação é mais rústico, o que é muito diferente do que o Timberlake expôs no passado. Como será Man of the Woods?

Enquanto aguardamos a chegada da primeira faixa na sexta-feira (05/01), juntamos uma lista de desejos do que gostaríamos de ver no quinto álbum de Justin Timberlake:

Participação de Pharrell Williams

Assim que a especulação do novo álbum começou, Pharrell Williams foi incluído nos rumores, o que marcaria a primeira vez que Pharrell trabalha em um álbum JT desde após produzir metade de sua estreia em solo 2002, ainda como The Neptunes. E como o trailer do álbum revela, Pharrell estava fortemente envolvido com o Timberlake no estúdio. Considerando que Timberlake contou com vocais do produtor de álbuns anteriores Timbaland em várias faixas, não seria muito pedir uma participação vocal de Pharrell em Man of the Woods, certo? Os dois colaboraram no álbum G I R L de Pharrell em 2014, além de outros projetos fora da discografia de JT anteriormente.

 

Currently...

Uma publicação compartilhada por Justin Timberlake (@justintimberlake) em

Uma verdadeira faixa country

Timberlake voltou às suas raízes do Tennessee na premiação CMA de 2015, quando subiu ao palco com o amigo Chris Stapleton para cantar "Tennessee Whiskey" e "Drink You Away". Com Timberlake prometendo que Man of the Woods é fortemente influenciado por sua educação na cidade pequena de Tennessee, esperamos que ele se incline um pouco mais para o som de Stapleton do que outra música semi-country.

Participação de Silas Randall

Timberlake menciona que seu filho foi uma das maiores influências para o novo álbum. Podemos imaginar que isso significa que vamos ouvir muitos comentários paternos nas letras do álbum e, potencialmente, um som mais suave para um punhado de faixas – mas o que realmente amamos é ouvir a voz do pequeno Silas, especialmente porque nós ainda não tínhamos visto muito o rosto dele. Beyoncé fez isso com Blue Ivy, então por que não ter sua contraparte do pop masculino fazendo o mesmo com o seu primogênito?

 

Shaking off those leftovers like... Hope everyone had a great Thanksgiving! ? @jessicabiel

Uma publicação compartilhada por Justin Timberlake (@justintimberlake) em

Mais de onde veio esta imagem

Horas depois de desvendar o trailer cheio de natureza que provocam o álbum "raízes" de Pharrell, Timberlake publicou uma imagem dividida de si mesmo em um terno e meio em jeans e uma flanela. Poderia muito bem ser a capa do álbum, com Man of the Woods rabiscado abaixo da imagem, mas Timberlake não revelou a história exata por trás da imagem, além de que foi filmada por Ryan McGinley Studios.

Muito mais falsete

"Pusher Love Girl" pode ser uma das músicas mais subestimadas no catálogo de Timberlake, mas é basicamente uma vitrine de oito minutos de sua gama vocal insana e o quão incrível ele soa quando ele vai para notas mais altas. Sem contar que é uma das suas criações mais jazzísticos em The 20/20 Experience.

Uma turnê que passe por mais cidades do Brasil

Ei, Justin, pare com esse negócio de vir só para o Rock in Rio. Sim, é muito legal participar de um dos maiores festivais do mundo e ainda curtir o sol e algumas festinhas no Rio de Janeiro, mas outras cidades também querem ver seu show de perto e não só pela TV. Uma turnê com pelo menos umas cinco cidades brasileiras com o novo trabalho compensaria os shows únicos no Rock in Rio de 2013 e 2017.