NOTÍCIAS

6 melhores momentos musicais de ‘Jogador Nº 1’

Filme, dirigido por Steven Spielberg, conta a história de um jogo de realidade virtual em 2045

por Redação em 02/04/2018

O filme de ação futurista Jogador Nº 1 estreou nos cinemas brasileiros na última quinta-feira (29/03). Dirigido por Steven Spielberg, o longa foi baseado no livro de Ernest Cline de mesmo nome, que conta a história de Wade Watts, que vive em uma versão virtual e distópica de Columbus, Ohio, Estados Unidos. O filme se passa em 2045, mas a trilha sonora reúne faixas familiares para quem vive nos dias de hoje.

A vida real de Wade é horrível. Ele vive em um trailer (assim como a maioria dos cidadãos de classe média da cidade em 2045) com a sua tia depois de perder os pais. Mas ele e a população inteira de Columbus encontram um escape em um universo de realidade virtual chamado OASIS, onde literalmente tudo é possível.

OASIS foi fundado pelo herói de Wade, James Halliday, que fez uma fortuna inacreditável com o mundo digital antes de morrer. Dentro de OASIS, há um tesouro que todos que passam a maior parte do tempo neste universo paralelo estão determinados a encontrar ao ganhar um concurso complexo. Por quê? Porque o tesouro é a fortuna de Halliday.

Recheado de referências de filmes dos anos 1980 e com a trilha caprichada com hits da mesma década, Jogador Nº 1 lembra o universo bizarro de Black Mirror. Veja, abaixo, alguns dos melhores momentos musicais do filme:

Van Halen, "Jump"

​Qual a melhor forma de iniciar um longa se não com uma faixa cheia de adrenalina, lançada 61 anos antes do período em que a história do filme se passa? A cena inicial de Jogador Nº1 mostra Wade se aventurando pelas ruas de Columbus enquanto vemos imagens panorâmicas da cidade, com a clássica música do Van Halen de fundo. 

Tears for Fears, "Everybody Wants to Rule the World" 

Enquanto os espectadores começam a conhecer mais sobre a história de James Halliday, os riffs conhecidos de “Everybody Wants To Rule The World” embalam a edição. É a música perfeita, já que o personagem comanda o mundo, mesmo depois da morte.

Blondie, "One Way or Another"

Wade está na caça pelo dinheiro de Halliday. A batida envolvente e a letra determinada da música casam perfeitamente com a história.

Bee Gees, "Stayin' Alive"

Você já teve um primeiro encontro em uma boate de realidade virtual? O personagem Parzevol teve e apostou nesse hit dos anos 1970 para impressionar seu interesse amoroso, Art3mis, que aprova a escolha.

Twisted Sister, "We're Not Gonna Take It"

Obviamente, uma organização maliciosa estava à espreita para prejudicar Wade e os outros jogadores. Quando uma armadilha acontece, Parzevol canaliza seu John Cusak interior e levanta um rádio – não para conquistar uma garota, mas para mostrar a resistência do lado bom da história.

Hall & Oates, "You Make My Dreams"

Quando os créditos sobem, no final do filme, uma das músicas mais inspiradoras dos anos 1980 encerra a trilha sonora. O refrão acompanha perfeitamente uma das mensagens do filme: “A realidade é real”.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
2
Buá Buá
Naiara Azevedo
3
Contramão
Gustavo Mioto
4
Ausência
Marília Mendonça
5
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

6 melhores momentos musicais de ‘Jogador Nº 1’

Filme, dirigido por Steven Spielberg, conta a história de um jogo de realidade virtual em 2045

por Redação em 02/04/2018

O filme de ação futurista Jogador Nº 1 estreou nos cinemas brasileiros na última quinta-feira (29/03). Dirigido por Steven Spielberg, o longa foi baseado no livro de Ernest Cline de mesmo nome, que conta a história de Wade Watts, que vive em uma versão virtual e distópica de Columbus, Ohio, Estados Unidos. O filme se passa em 2045, mas a trilha sonora reúne faixas familiares para quem vive nos dias de hoje.

A vida real de Wade é horrível. Ele vive em um trailer (assim como a maioria dos cidadãos de classe média da cidade em 2045) com a sua tia depois de perder os pais. Mas ele e a população inteira de Columbus encontram um escape em um universo de realidade virtual chamado OASIS, onde literalmente tudo é possível.

OASIS foi fundado pelo herói de Wade, James Halliday, que fez uma fortuna inacreditável com o mundo digital antes de morrer. Dentro de OASIS, há um tesouro que todos que passam a maior parte do tempo neste universo paralelo estão determinados a encontrar ao ganhar um concurso complexo. Por quê? Porque o tesouro é a fortuna de Halliday.

Recheado de referências de filmes dos anos 1980 e com a trilha caprichada com hits da mesma década, Jogador Nº 1 lembra o universo bizarro de Black Mirror. Veja, abaixo, alguns dos melhores momentos musicais do filme:

Van Halen, "Jump"

​Qual a melhor forma de iniciar um longa se não com uma faixa cheia de adrenalina, lançada 61 anos antes do período em que a história do filme se passa? A cena inicial de Jogador Nº1 mostra Wade se aventurando pelas ruas de Columbus enquanto vemos imagens panorâmicas da cidade, com a clássica música do Van Halen de fundo. 

Tears for Fears, "Everybody Wants to Rule the World" 

Enquanto os espectadores começam a conhecer mais sobre a história de James Halliday, os riffs conhecidos de “Everybody Wants To Rule The World” embalam a edição. É a música perfeita, já que o personagem comanda o mundo, mesmo depois da morte.

Blondie, "One Way or Another"

Wade está na caça pelo dinheiro de Halliday. A batida envolvente e a letra determinada da música casam perfeitamente com a história.

Bee Gees, "Stayin' Alive"

Você já teve um primeiro encontro em uma boate de realidade virtual? O personagem Parzevol teve e apostou nesse hit dos anos 1970 para impressionar seu interesse amoroso, Art3mis, que aprova a escolha.

Twisted Sister, "We're Not Gonna Take It"

Obviamente, uma organização maliciosa estava à espreita para prejudicar Wade e os outros jogadores. Quando uma armadilha acontece, Parzevol canaliza seu John Cusak interior e levanta um rádio – não para conquistar uma garota, mas para mostrar a resistência do lado bom da história.

Hall & Oates, "You Make My Dreams"

Quando os créditos sobem, no final do filme, uma das músicas mais inspiradoras dos anos 1980 encerra a trilha sonora. O refrão acompanha perfeitamente uma das mensagens do filme: “A realidade é real”.