NOTÍCIAS

Confira as dez melhores apresentações do Super Bowl

por em 03/02/2013
Imagem: Divulgação

A final do Super Bowl está prestes a acontecer e isso significa mais uma apresentação memorável para a história da música. Este ano, Beyoncé será a encarregada de comandar o intervalo do evento esportivo, em uma performanceque despertou rumores sobre a reunião do Destiny’s Child e o lançamento de um novo single da cantora. 

Para aquecer os tambores, a Billboard preparou uma compilação de vídeos com as dez melhores apresentações do intervalo do Super Bowl. Separe as asas de frango e se aqueça para o jogo de hoje à noite:

Paul McCartney – 2005

Após o escândalo da apresentação de Justin Timberlake e Janet Jackson no ano anterior, a NFL elegeu Paul McCartney como uma opção mais segura. Com a missão de apagar a imagem do mamilo de Janet, o ex-Beatle aqueceu a plateia com clássicos de seu antigo grupo, como “Drive My Car”, “Get Back” e “Hey Jude”, além da pirotécnica “Live And Let Die”, de sua fase solo.

Diana Ross – 1996

Diana Ross já podia ser considerada uma das maiores divas de todos os tempos antes da apresentação no Super Bowl, em 1996. Mas a cantora do Supreme corou seus deveres de rainha com uma performance inesquecível em Tempe, no estado do Arizona. No setlist estiveram hits clássicos da era Motown, como “Baby Love”, “You Keep Me Hangin' On” e o gran finale “Take Me Higher”.

Madonna – 2012

Apoiada pela enorme expectativa sobre o álbum MDNA, Madonna levou um palco – montado em tempo recorde - sinuoso para o gramado do evento. Além disso, sob a temática meio colegial, meio gladiadora, o show da cantora contou com as presenças do duo LMFAO (Party Rock Anthem"/"Sexy And I Know It”/”Music/”Vogue”), Cee Lo Green (“Like A Prayer”), Nicki Minaj e M.I.A, que estrearam junto com a veterana a, até então, inédita “Gimme Your Luvin”. A execução da faixa garantiu assunto para uma semana depois do Super Bowl, graças ao dedo rapidamente mostrado por M.I.A aos milhões de espectadores.

The Rolling Stones – 2006

Um evento grandioso como o Super Bowl não poderia deixar os veteranos dos Rolling Stones de fora da festa. Além de fazerem uma apresentação histórica nos EUA, os britânicos foram donos do palco mais legal do evento: no formato do logotipo clássico em formato de boca. Na ocasião, já estava em vigor a lei que proíbe que sejam veiculados palavrões nas transmissões televisivas e, por isso, músicas como “Start Me Up", "Rough Justice" e “(I Can't Get No) Satisfaction” tiveram algumas palavras cortadas pela NFL.

Aerosmith, 'N Sync & Britney Spears – 2001

Em 2001, Steven Tyler passou por uma fase complicada em seu relacionamento com seus parceiros de Aerosmith, mas a banda teve seu momento glorioso capitaneado o intervalo do Super Bowl. Como se o a banda americana não fosse grandiosa o suficiente, N’Sync, Britney Spears, Mary J. Blige e Nelly também participaram do show.

Bruce Springsteen & the E Street Band – 2009

Os brasileiros que estão ansiosos para o show de Bruce Springsteen no Rock in Rio, em setembro, têm mais uma apresentação do Boss para elevar suas expectativas. Junto com a The E-Street Band, o guitarrista afastou as pessoas de seus grandes baldes de frango frito durante os 12 minutos em que hipnotizou no palco.

Michael Jackson – 1996

O maior showman de todos os tempos não podia ficar de fora do Super Bowl. Michael Jackson foi a atração de 1996, época em que ainda estava no auge de sua carreira. “Jam," "Billie Jean", "Black Or White", “Heal The World” foram alguns dos destaques do setlist.

U2- 2002

Menos de cinco meses após a tragédia de 11 de setembro, o U2 levou ao evento esportivo o palco em forma de coração da turnê Elevation. O show começou com a agitada “Beautiful Day”, mas capturou mais atenção com a homenagem às vítimas do atentado. Em “Where The Streets Have No Name”, um telão exibiu o nome de todos os mortos no ataque.

Justin Timberlake e Janet Jackson – 2004

A apresentação de Justin Timberlake e Janet Jackson entrou para história como o dia em que a expressão “mal funcionamento do sutiã” passou a fazer parte do vocabulário americano. Apesar de muito vergonhoso, o incidente que revelou o mamilo de Janet fez com que a apresentação fosse assunto por pelo menos um mês.

Prince – 2007


"Miami Rain" via virtualmatter por virtualmatter

Conhecido por suas performances altamente erotizadas, Prince fez uma escolha curiosa para sua apresentação no Super Bowl. Contido, o guitarrista alimentou seu repertório com clássicos como “Let's Go Crazy”, “Proud Mary" e "All Along The Watchtower”. Mesmo com tantos hits, a catarse veio mesmo em “Purple Rain”. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ausência
Marília Mendonça
2
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
3
Buá Buá
Naiara Azevedo
4
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
5
Cada Um Na Sua
Fernando & Sorocaba
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Confira as dez melhores apresentações do Super Bowl

por em 03/02/2013
Imagem: Divulgação

A final do Super Bowl está prestes a acontecer e isso significa mais uma apresentação memorável para a história da música. Este ano, Beyoncé será a encarregada de comandar o intervalo do evento esportivo, em uma performanceque despertou rumores sobre a reunião do Destiny’s Child e o lançamento de um novo single da cantora. 

Para aquecer os tambores, a Billboard preparou uma compilação de vídeos com as dez melhores apresentações do intervalo do Super Bowl. Separe as asas de frango e se aqueça para o jogo de hoje à noite:

Paul McCartney – 2005

Após o escândalo da apresentação de Justin Timberlake e Janet Jackson no ano anterior, a NFL elegeu Paul McCartney como uma opção mais segura. Com a missão de apagar a imagem do mamilo de Janet, o ex-Beatle aqueceu a plateia com clássicos de seu antigo grupo, como “Drive My Car”, “Get Back” e “Hey Jude”, além da pirotécnica “Live And Let Die”, de sua fase solo.

Diana Ross – 1996

Diana Ross já podia ser considerada uma das maiores divas de todos os tempos antes da apresentação no Super Bowl, em 1996. Mas a cantora do Supreme corou seus deveres de rainha com uma performance inesquecível em Tempe, no estado do Arizona. No setlist estiveram hits clássicos da era Motown, como “Baby Love”, “You Keep Me Hangin' On” e o gran finale “Take Me Higher”.

Madonna – 2012

Apoiada pela enorme expectativa sobre o álbum MDNA, Madonna levou um palco – montado em tempo recorde - sinuoso para o gramado do evento. Além disso, sob a temática meio colegial, meio gladiadora, o show da cantora contou com as presenças do duo LMFAO (Party Rock Anthem"/"Sexy And I Know It”/”Music/”Vogue”), Cee Lo Green (“Like A Prayer”), Nicki Minaj e M.I.A, que estrearam junto com a veterana a, até então, inédita “Gimme Your Luvin”. A execução da faixa garantiu assunto para uma semana depois do Super Bowl, graças ao dedo rapidamente mostrado por M.I.A aos milhões de espectadores.

The Rolling Stones – 2006

Um evento grandioso como o Super Bowl não poderia deixar os veteranos dos Rolling Stones de fora da festa. Além de fazerem uma apresentação histórica nos EUA, os britânicos foram donos do palco mais legal do evento: no formato do logotipo clássico em formato de boca. Na ocasião, já estava em vigor a lei que proíbe que sejam veiculados palavrões nas transmissões televisivas e, por isso, músicas como “Start Me Up", "Rough Justice" e “(I Can't Get No) Satisfaction” tiveram algumas palavras cortadas pela NFL.

Aerosmith, 'N Sync & Britney Spears – 2001

Em 2001, Steven Tyler passou por uma fase complicada em seu relacionamento com seus parceiros de Aerosmith, mas a banda teve seu momento glorioso capitaneado o intervalo do Super Bowl. Como se o a banda americana não fosse grandiosa o suficiente, N’Sync, Britney Spears, Mary J. Blige e Nelly também participaram do show.

Bruce Springsteen & the E Street Band – 2009

Os brasileiros que estão ansiosos para o show de Bruce Springsteen no Rock in Rio, em setembro, têm mais uma apresentação do Boss para elevar suas expectativas. Junto com a The E-Street Band, o guitarrista afastou as pessoas de seus grandes baldes de frango frito durante os 12 minutos em que hipnotizou no palco.

Michael Jackson – 1996

O maior showman de todos os tempos não podia ficar de fora do Super Bowl. Michael Jackson foi a atração de 1996, época em que ainda estava no auge de sua carreira. “Jam," "Billie Jean", "Black Or White", “Heal The World” foram alguns dos destaques do setlist.

U2- 2002

Menos de cinco meses após a tragédia de 11 de setembro, o U2 levou ao evento esportivo o palco em forma de coração da turnê Elevation. O show começou com a agitada “Beautiful Day”, mas capturou mais atenção com a homenagem às vítimas do atentado. Em “Where The Streets Have No Name”, um telão exibiu o nome de todos os mortos no ataque.

Justin Timberlake e Janet Jackson – 2004

A apresentação de Justin Timberlake e Janet Jackson entrou para história como o dia em que a expressão “mal funcionamento do sutiã” passou a fazer parte do vocabulário americano. Apesar de muito vergonhoso, o incidente que revelou o mamilo de Janet fez com que a apresentação fosse assunto por pelo menos um mês.

Prince – 2007


"Miami Rain" via virtualmatter por virtualmatter

Conhecido por suas performances altamente erotizadas, Prince fez uma escolha curiosa para sua apresentação no Super Bowl. Contido, o guitarrista alimentou seu repertório com clássicos como “Let's Go Crazy”, “Proud Mary" e "All Along The Watchtower”. Mesmo com tantos hits, a catarse veio mesmo em “Purple Rain”.