NOTÍCIAS

Conheça Rio Santana, o brasileiro que trabalhou com XXXTentacion

Artistas se conheceram no estúdio, em Miami, e lançaram faixas em parceria antes do assassinato do rapper norte-americano

por Rebecca Silva em 14/11/2018

O rapper Rio Santana poderia ter a mesma história de outros imigrantes brasileiros que tentaram a vida nos Estados Unidos. A diferença é que ele buscou a carreira artística e encontrou um dos maiores nomes do rap do país, XXXTentacion, em seu caminho.

Ele traz a referência do país no nome, mas se mudou ainda criança para os Estados Unidos, ao lado dos pais, que nunca o deixaram alienado de sua cultura natal. Foi ainda na infância que a vontade de ser artista cresceu. “Tenho uma família musical, meu pai sempre escutava CDs, assistia a DVDs e isso me inspirava muito. Eu queria saber como era estar no palco, queria trabalhar com isso.” Mais tarde, na escola, teve contato com o rap por meio de amigos que escreviam rimas. 

A mescla dos clássicos que conheceu com o pai – “Journey, Queen, Michael Jackson” – com os rappers que conheceu ajudou a criar a sua sonoridade. “Faço hip hop, mas sou diverso. Misturo pop, rock, hip hop e criei algo diferente. O rock clássico me ajudou a criar melodias, mas os rockstars de hoje em dia são os rappers”, explica.

Em Miami, começou a trilhar o seu caminho. Rio acredita que, por ter sido criado nos Estados Unidos, falar bem inglês ajuda muito na carreira, mas seu grande diferencial é ter contato com seu país de origem. “O Brasil é um mercado muito grande, os artistas conhecem os fãs que os acompanham desde o começo e são daqui. Consigo os dois mercados. Com a internet, o acesso é mais fácil para quem está longe. O mundo todo está ligado em tudo o que acontece.”

Foi no estúdio, em Miami, que Rio conheceu XXXTentacion, tido como revelação do hip hop, mas assassinado no primeiro semestre deste ano. “Trabalhamos juntos no disco ?, mostrei minhas músicas. Ele marcou a minha vida, era uma pessoa diferente, especial. Passou por muita coisa na infância, sem família, aprendeu tudo sozinho e conquistou muito”, relembra.

“I Don’t Even Speak Spanish lol” faz parte do disco ? – que chegou ao 1º lugar do Billboard 200 - e foi escrita por Rio, Judah e Carlos Andrez. XXXTentacion gostou tanto da faixa que acrescentou a sua parte e incluiu no álbum.

“Arms Around You”, lançada de forma póstuma, também foi uma criação do rapper norte-americano com o brasileiro. Mas a versão lançada não inclui Rio – por vontade própria. “Adicionaram Lil Pump e tudo bem, porque ele conhecia o X. Mas começaram a adicionar uns artistas nada a ver, que nem falavam com ele quando estava vivo. O Maluma nem conhecia ele. Também mexeram na produção. O X era muito sério com isso. Ele morreu, mas a música tinha que ser lançada do jeito que ele queria. Então, preferi não participar e representa-lo. Estou creditado apenas pela composição porque escrevi o refrão”, conta.

Rio também afirma que XXXTentacion morria de vontade de conhecer o Brasil. “Ele falava sempre que amava o país e queria fazer uma turnê aqui. Dizia que o primeiro lugar que queria visitar depois de resolver os problemas com a justiça seria o Brasil.”

Em homenagem ao amigo, Rio lançou a faixa “Lost”, na qual fala um pouco sobre como se sente após a sua morte. “Relembro nossos momentos em estúdio, no palco, as mensagens que ele passava. É triste, estou perdido, com saudade, mas isso ajuda os fãs, eles se sentem mais fortes. É muito especial.”

Em recente passagem pelo Brasil no mês de outubro, Rio aproveitou para gravar com artistas brasileiros. MC Kevin, Haikaiss, MC Xamã e Hungria Hip Hop estiveram na lista das parcerias. Para o futuro, reserva colaborações também com nomes de peso do hip hop internacional, como Swae Lee e Migos.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Zé da Recaída
Gusttavo Lima
2
Só Pra Castigar
Wesley Safadão
3
Sofázinho (Part. Jorge & Mateus)
Luan Santana
4
Atrasadinha (Part. Ferrugem)
Felipe Araújo
5
Notificação Preferida
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Conheça Rio Santana, o brasileiro que trabalhou com XXXTentacion

Artistas se conheceram no estúdio, em Miami, e lançaram faixas em parceria antes do assassinato do rapper norte-americano

por Rebecca Silva em 14/11/2018

O rapper Rio Santana poderia ter a mesma história de outros imigrantes brasileiros que tentaram a vida nos Estados Unidos. A diferença é que ele buscou a carreira artística e encontrou um dos maiores nomes do rap do país, XXXTentacion, em seu caminho.

Ele traz a referência do país no nome, mas se mudou ainda criança para os Estados Unidos, ao lado dos pais, que nunca o deixaram alienado de sua cultura natal. Foi ainda na infância que a vontade de ser artista cresceu. “Tenho uma família musical, meu pai sempre escutava CDs, assistia a DVDs e isso me inspirava muito. Eu queria saber como era estar no palco, queria trabalhar com isso.” Mais tarde, na escola, teve contato com o rap por meio de amigos que escreviam rimas. 

A mescla dos clássicos que conheceu com o pai – “Journey, Queen, Michael Jackson” – com os rappers que conheceu ajudou a criar a sua sonoridade. “Faço hip hop, mas sou diverso. Misturo pop, rock, hip hop e criei algo diferente. O rock clássico me ajudou a criar melodias, mas os rockstars de hoje em dia são os rappers”, explica.

Em Miami, começou a trilhar o seu caminho. Rio acredita que, por ter sido criado nos Estados Unidos, falar bem inglês ajuda muito na carreira, mas seu grande diferencial é ter contato com seu país de origem. “O Brasil é um mercado muito grande, os artistas conhecem os fãs que os acompanham desde o começo e são daqui. Consigo os dois mercados. Com a internet, o acesso é mais fácil para quem está longe. O mundo todo está ligado em tudo o que acontece.”

Foi no estúdio, em Miami, que Rio conheceu XXXTentacion, tido como revelação do hip hop, mas assassinado no primeiro semestre deste ano. “Trabalhamos juntos no disco ?, mostrei minhas músicas. Ele marcou a minha vida, era uma pessoa diferente, especial. Passou por muita coisa na infância, sem família, aprendeu tudo sozinho e conquistou muito”, relembra.

“I Don’t Even Speak Spanish lol” faz parte do disco ? – que chegou ao 1º lugar do Billboard 200 - e foi escrita por Rio, Judah e Carlos Andrez. XXXTentacion gostou tanto da faixa que acrescentou a sua parte e incluiu no álbum.

“Arms Around You”, lançada de forma póstuma, também foi uma criação do rapper norte-americano com o brasileiro. Mas a versão lançada não inclui Rio – por vontade própria. “Adicionaram Lil Pump e tudo bem, porque ele conhecia o X. Mas começaram a adicionar uns artistas nada a ver, que nem falavam com ele quando estava vivo. O Maluma nem conhecia ele. Também mexeram na produção. O X era muito sério com isso. Ele morreu, mas a música tinha que ser lançada do jeito que ele queria. Então, preferi não participar e representa-lo. Estou creditado apenas pela composição porque escrevi o refrão”, conta.

Rio também afirma que XXXTentacion morria de vontade de conhecer o Brasil. “Ele falava sempre que amava o país e queria fazer uma turnê aqui. Dizia que o primeiro lugar que queria visitar depois de resolver os problemas com a justiça seria o Brasil.”

Em homenagem ao amigo, Rio lançou a faixa “Lost”, na qual fala um pouco sobre como se sente após a sua morte. “Relembro nossos momentos em estúdio, no palco, as mensagens que ele passava. É triste, estou perdido, com saudade, mas isso ajuda os fãs, eles se sentem mais fortes. É muito especial.”

Em recente passagem pelo Brasil no mês de outubro, Rio aproveitou para gravar com artistas brasileiros. MC Kevin, Haikaiss, MC Xamã e Hungria Hip Hop estiveram na lista das parcerias. Para o futuro, reserva colaborações também com nomes de peso do hip hop internacional, como Swae Lee e Migos.