NOTÍCIAS

Daya Luz: "Não quero lançar um single, bombar e ser esquecida depois"

Cantora ocupa o 3º lugar do ranking Pop Brasil com a música "Vai Pirar" há duas semanas, atrás de Anitta e Vitor Kley

por Rebecca Silva em 02/08/2018

Há cerca de dois anos, Daya Luz deu início a sua carreira de cantora depois de largar a faculdade de Administração e deixar a família em São Paulo, rumo ao Rio de Janeiro, para investir no seu sonho. Nas últimas duas semanas, seu single "Vai Pirar", em parceria com Buchecha, ocupa o 3º lugar do ranking Pop Brasil, publicado semanalmente pela Billboard Brasil com as 20 faixas pop mais ouvidas nas rádios do país.

"Eu arrisquei tudo naquela época. Ver minha música chegando longe está sendo algo muito grande. É o sinal de que deu certo. 'Vai Pirar' está trazendo novos horizontes para o meu trabalho, me dando mais confiança para seguir em frente", contou a cantora em entrevistas exclusiva.

Mas até chegar ao pódio do ranking, Daya lançou muitas outras músicas que não foram tão bem recebidas pelo público. "Nunca deixei de acreditar, mas quando não dá certo, você se pergunta se está fazendo a coisa certa. Depois de 'Não Chora' eu quis parar, me reformular, entender onde estava. Mudei de produtor, comecei a compor, foi um tempo de estudar a mim mesma. Mudei completamente o estilo. Essas composições feitas em parceria com meus produtores têm mais a ver comigo, dizem muito sobre mim e acho que vai dar certo. A verdade flui mais. As pessoas cobram sucesso, mas ninguém faz sucesso do nada. Não quero lançar um single, bombar e ser esquecida depois. É meu sonho ser cantora pop, levar alegria para as pessoas."

Daya gosta de dar pitacos na videografia do seu trabalho. No clipe de "Vai Pirar", por exemplo, ela interpreta uma personagem de videogame - uma de suas paixões - que, com sua dança e a beleza, seduz Buchecha. "Eu queria um clipe original. Surgiu esse lance do jogo, o Buchecha também gosta de videogame. Fizemos algo diferente. Procurei bastante, principalmente no Brasil, e ninguém tinha feito, era uma ideia original, apostei nisso. A conquista é diferente. Ele fica vidrado, querendo jogar, é realmente uma 'piração'."

Buchecha era um artista que Daya admirava e foi na cara de pau que ela conseguiu a parceria com o cantor. "Sou fã dele, já nos seguíamos nas redes sociais. Foi o primeiro que me veio à cabeça, porque queríamos uma voz masculina na música. Mandei mensagem na cara de pau, ele pediu para ouvir a faixa e curtiu. É uma honra porque ele tem 25 anos de carreira." A parceria dos sonhos é com Ivete Sangalo, mas Daya também adoraria colaborar com os nomes do pop que despontam no país atualmente como Anitta, Pabllo Vittar e IZA.

"Vai Pirar" faz parte da leva de músicas que serão lançadas nos próximos meses, feitas já nessa nova fase da cantora-compositora. Em breve, um EP com sete faixas será lançado. "Até setembro lanço o próximo single, para continuar na ativa. Não quero lançar só quando 'Vai Pirar' perder força, quero aproveitar o gancho. A música já está pronta e estou fechando o roteiro do clipe."

 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Zé da Recaída
Gusttavo Lima
2
Só Pra Castigar
Wesley Safadão
3
Notificação Preferida
Zé Neto & Cristiano
4
Não Fala Não Pra Mim (Part. Jerry Smith)
Humberto & Ronaldo
5
Quem Pegou, Pegou
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Daya Luz: "Não quero lançar um single, bombar e ser esquecida depois"

Cantora ocupa o 3º lugar do ranking Pop Brasil com a música "Vai Pirar" há duas semanas, atrás de Anitta e Vitor Kley

por Rebecca Silva em 02/08/2018

Há cerca de dois anos, Daya Luz deu início a sua carreira de cantora depois de largar a faculdade de Administração e deixar a família em São Paulo, rumo ao Rio de Janeiro, para investir no seu sonho. Nas últimas duas semanas, seu single "Vai Pirar", em parceria com Buchecha, ocupa o 3º lugar do ranking Pop Brasil, publicado semanalmente pela Billboard Brasil com as 20 faixas pop mais ouvidas nas rádios do país.

"Eu arrisquei tudo naquela época. Ver minha música chegando longe está sendo algo muito grande. É o sinal de que deu certo. 'Vai Pirar' está trazendo novos horizontes para o meu trabalho, me dando mais confiança para seguir em frente", contou a cantora em entrevistas exclusiva.

Mas até chegar ao pódio do ranking, Daya lançou muitas outras músicas que não foram tão bem recebidas pelo público. "Nunca deixei de acreditar, mas quando não dá certo, você se pergunta se está fazendo a coisa certa. Depois de 'Não Chora' eu quis parar, me reformular, entender onde estava. Mudei de produtor, comecei a compor, foi um tempo de estudar a mim mesma. Mudei completamente o estilo. Essas composições feitas em parceria com meus produtores têm mais a ver comigo, dizem muito sobre mim e acho que vai dar certo. A verdade flui mais. As pessoas cobram sucesso, mas ninguém faz sucesso do nada. Não quero lançar um single, bombar e ser esquecida depois. É meu sonho ser cantora pop, levar alegria para as pessoas."

Daya gosta de dar pitacos na videografia do seu trabalho. No clipe de "Vai Pirar", por exemplo, ela interpreta uma personagem de videogame - uma de suas paixões - que, com sua dança e a beleza, seduz Buchecha. "Eu queria um clipe original. Surgiu esse lance do jogo, o Buchecha também gosta de videogame. Fizemos algo diferente. Procurei bastante, principalmente no Brasil, e ninguém tinha feito, era uma ideia original, apostei nisso. A conquista é diferente. Ele fica vidrado, querendo jogar, é realmente uma 'piração'."

Buchecha era um artista que Daya admirava e foi na cara de pau que ela conseguiu a parceria com o cantor. "Sou fã dele, já nos seguíamos nas redes sociais. Foi o primeiro que me veio à cabeça, porque queríamos uma voz masculina na música. Mandei mensagem na cara de pau, ele pediu para ouvir a faixa e curtiu. É uma honra porque ele tem 25 anos de carreira." A parceria dos sonhos é com Ivete Sangalo, mas Daya também adoraria colaborar com os nomes do pop que despontam no país atualmente como Anitta, Pabllo Vittar e IZA.

"Vai Pirar" faz parte da leva de músicas que serão lançadas nos próximos meses, feitas já nessa nova fase da cantora-compositora. Em breve, um EP com sete faixas será lançado. "Até setembro lanço o próximo single, para continuar na ativa. Não quero lançar só quando 'Vai Pirar' perder força, quero aproveitar o gancho. A música já está pronta e estou fechando o roteiro do clipe."