NOTÍCIAS

Discos lançados apenas digitalmente são indicados pela primeira vez em categoria do Grammy

Apenas CDs físicos têm recebido indicação a Álbum do Ano desde 1984

por Redação em 20/12/2018

Pela primeira vez desde o início da era dos CDs, a categoria de Álbum do Ano do Grammy inclui indicados que não lançaram seus trabalhos de forma física.

Tanto Invasion of Privacy, de Cardi B, quanto o álbum autointitulado de H.E.R. não foram lançados nas lojas físicas nos Estados Unidos, favorecendo a divulgação em streaming, download digital e vinil. É a primeira vez desde 1984 que isso acontece no Grammy.

Os CDs foram introduzidos comercialmente em 1982 com Thriller, de Michael Jackson, e Synchronicity, do The Police, marcando o início do uso do formato na categoria do Grammy em 1984, de acordo com a Discogs.

A indicação dos discos de Cardi B e H.E.R. é um marco, mas não surpreende. A venda de CDs tem caído de forma frequente na última década. Em 2007, eles representavam 90% do total comercializado nos EUA – no ano passado, essa fatia caiu para 18%, de acordo com a Nielsen Music.

Há uma notável perda de apoio para este tipo de mídia no meio do R&B e hip hop especificamente, gêneros a que esses títulos pertencem. Pelo menos 25 discos de R&B e hip hop que estrearam no Top 10 do Billboard 200 não ganharam formato físico na semana de lançamento. Entre eles, seis chegaram ao topo: Kamikaze, de Eminem; Invasion of Privacy, de Cardi B; Ye, de Kanye West; Culture II, de Migos; Astroworld, de Travis Scott; e My Dear Melancholy, de The Weeknd (dos seis trabalhos, todos foram eventualmente lançados em formato físico, menos o de Cardi B).

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Não Abro Mão
Maiara & Maraisa
2
Infarto
Diego & Victor Hugo
3
Solteiro Não Trai
Gustavo Mioto
3
Vingança (Part. MC Kekel)
Luan Santana
5
Atrasadinha (Part. Ferrugem)
Felipe Araújo
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Discos lançados apenas digitalmente são indicados pela primeira vez em categoria do Grammy

Apenas CDs físicos têm recebido indicação a Álbum do Ano desde 1984

por Redação em 20/12/2018

Pela primeira vez desde o início da era dos CDs, a categoria de Álbum do Ano do Grammy inclui indicados que não lançaram seus trabalhos de forma física.

Tanto Invasion of Privacy, de Cardi B, quanto o álbum autointitulado de H.E.R. não foram lançados nas lojas físicas nos Estados Unidos, favorecendo a divulgação em streaming, download digital e vinil. É a primeira vez desde 1984 que isso acontece no Grammy.

Os CDs foram introduzidos comercialmente em 1982 com Thriller, de Michael Jackson, e Synchronicity, do The Police, marcando o início do uso do formato na categoria do Grammy em 1984, de acordo com a Discogs.

A indicação dos discos de Cardi B e H.E.R. é um marco, mas não surpreende. A venda de CDs tem caído de forma frequente na última década. Em 2007, eles representavam 90% do total comercializado nos EUA – no ano passado, essa fatia caiu para 18%, de acordo com a Nielsen Music.

Há uma notável perda de apoio para este tipo de mídia no meio do R&B e hip hop especificamente, gêneros a que esses títulos pertencem. Pelo menos 25 discos de R&B e hip hop que estrearam no Top 10 do Billboard 200 não ganharam formato físico na semana de lançamento. Entre eles, seis chegaram ao topo: Kamikaze, de Eminem; Invasion of Privacy, de Cardi B; Ye, de Kanye West; Culture II, de Migos; Astroworld, de Travis Scott; e My Dear Melancholy, de The Weeknd (dos seis trabalhos, todos foram eventualmente lançados em formato físico, menos o de Cardi B).