NOTÍCIAS

“É como começar do zero”, diz Luis Fonsi sobre shows no Brasil

Cantor se apresentará em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro no início de maio

por Rebecca Silva em 28/03/2018

Depois da explosão de “Despacito”, Luis Fonsi rodou o mundo com a sua turnê Love and Dance e, em breve, se apresentará pela primeira vez no Brasil. Para divulgar seu trabalho e os shows, o cantor portorriquenho atendeu jornalistas em coletiva de imprensa realizada em São Paulo, na manhã desta terça-feira (27/03). “Estou fazendo isso há tanto tempo, mas estar aqui é como começar do zero. Dá um nervoso muito bonito”, contou.

Já são 20 anos de carreira, cantando e compondo, mas o sucesso de “Despacito” fez com que o nome e as músicas de Fonsi chegassem a outro patamar. Esforçando-se para entender o português e prometendo aprender mais, o simpático cantor falou sobre o divisor de águas que foi o hit. “Quando fazemos uma canção, sempre pensamos positivo. Às vezes, fazemos canções mais íntimas, sem intenção de ser comercial, de fazer sucesso nas rádios. Para este disco, quis mudar a sonoridade, as composições. Sou conhecido por ser mais romântico, era isso que as pessoas me pediam, o que eu gostava de fazer. Mas sempre tive um lado rítmico que decidi seguir agora, no novo pop, com sonoridade latina.”

Escrita em parceria com Erika Ender, a faixa inicialmente contaria apenas com a participação de Daddy Yankee, mas a chegada de Justin Bieber mudou tudo. “Sentíamos que era uma música especial com proposta interessante e refrescante para o mundo latino, com letra fácil de cantar, produção pegajosa e alegre. Pensávamos que ia funcionar, mas não do jeito que foi. Jamais imaginamos que seria 1º lugar em lugares como a Rússia, que empataria o recorde de música há mais tempo no topo do Hot 100, que chegaria aos 5 bilhões de visualizações no YouTube. Não fazemos músicas pensando em quebrar recorde, queremos que as pessoas gostem”, contou.

Depois de “Despacito”, Fonsi se manteve nos holofotes, quebrando recordes com “Echame La Culpa”, faixa em inglês e espanhol em parceria com Demi Lovato, descrita por ele como “vocalmente fora desse planeta”. Na conversa, o cantor revelou que está nos seus planos uma colaboração com um artista brasileiro. “A próxima pendência a tirar da minha lista é a parceria com alguém daqui. Pode ser mulher, homem, ainda não sei com quem será. Há muito talento. Pode até ser uma pessoa que não é conhecida internacionalmente, mas que tem qualidade musical.”

Fonsi reconhece a importância da sua música para os latinos e para trazer visibilidade para um forte movimento que só tem crescido. Mas também vê a responsabilidade que esse papel traz. “Minha missão como artista é borrar a linha, essa barreira dos idiomas que às vezes nos separa. Pouco a pouco, as pessoas estão mais abertas a ouvir músicas em outros idiomas. Os mundos estão se unindo e todos estão se beneficiando. Agora é ‘cool’ falar espanhol, dizer que é latino. É consequência do sucesso da música”, disse.

Serviço:
Luis Fonsi – Turnê Love and Dance

Curitiba
Live Curitiba
03/05 - 21h
Ingressos de R$ 120 a R$ 480 no site

São Paulo
Espaço das Américas
04/05 - 22h30
Ingressos de R$ 60 a R$ 100 no site 

Rio de Janeiro
KM de Vantagens Hall
05/05 - 22h30
Ingressos de R$ 60 a R$ 300 no site 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Sofázinho (Part. Jorge & Mateus)
Luan Santana
2
Pronta pra Trair
Yasmin Santos
3
Atrasadinha (Part. Ferrugem)
Felipe Araújo
4
Zé da Recaída
Gusttavo Lima
5
Só Pra Castigar
Wesley Safadão
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

“É como começar do zero”, diz Luis Fonsi sobre shows no Brasil

Cantor se apresentará em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro no início de maio

por Rebecca Silva em 28/03/2018

Depois da explosão de “Despacito”, Luis Fonsi rodou o mundo com a sua turnê Love and Dance e, em breve, se apresentará pela primeira vez no Brasil. Para divulgar seu trabalho e os shows, o cantor portorriquenho atendeu jornalistas em coletiva de imprensa realizada em São Paulo, na manhã desta terça-feira (27/03). “Estou fazendo isso há tanto tempo, mas estar aqui é como começar do zero. Dá um nervoso muito bonito”, contou.

Já são 20 anos de carreira, cantando e compondo, mas o sucesso de “Despacito” fez com que o nome e as músicas de Fonsi chegassem a outro patamar. Esforçando-se para entender o português e prometendo aprender mais, o simpático cantor falou sobre o divisor de águas que foi o hit. “Quando fazemos uma canção, sempre pensamos positivo. Às vezes, fazemos canções mais íntimas, sem intenção de ser comercial, de fazer sucesso nas rádios. Para este disco, quis mudar a sonoridade, as composições. Sou conhecido por ser mais romântico, era isso que as pessoas me pediam, o que eu gostava de fazer. Mas sempre tive um lado rítmico que decidi seguir agora, no novo pop, com sonoridade latina.”

Escrita em parceria com Erika Ender, a faixa inicialmente contaria apenas com a participação de Daddy Yankee, mas a chegada de Justin Bieber mudou tudo. “Sentíamos que era uma música especial com proposta interessante e refrescante para o mundo latino, com letra fácil de cantar, produção pegajosa e alegre. Pensávamos que ia funcionar, mas não do jeito que foi. Jamais imaginamos que seria 1º lugar em lugares como a Rússia, que empataria o recorde de música há mais tempo no topo do Hot 100, que chegaria aos 5 bilhões de visualizações no YouTube. Não fazemos músicas pensando em quebrar recorde, queremos que as pessoas gostem”, contou.

Depois de “Despacito”, Fonsi se manteve nos holofotes, quebrando recordes com “Echame La Culpa”, faixa em inglês e espanhol em parceria com Demi Lovato, descrita por ele como “vocalmente fora desse planeta”. Na conversa, o cantor revelou que está nos seus planos uma colaboração com um artista brasileiro. “A próxima pendência a tirar da minha lista é a parceria com alguém daqui. Pode ser mulher, homem, ainda não sei com quem será. Há muito talento. Pode até ser uma pessoa que não é conhecida internacionalmente, mas que tem qualidade musical.”

Fonsi reconhece a importância da sua música para os latinos e para trazer visibilidade para um forte movimento que só tem crescido. Mas também vê a responsabilidade que esse papel traz. “Minha missão como artista é borrar a linha, essa barreira dos idiomas que às vezes nos separa. Pouco a pouco, as pessoas estão mais abertas a ouvir músicas em outros idiomas. Os mundos estão se unindo e todos estão se beneficiando. Agora é ‘cool’ falar espanhol, dizer que é latino. É consequência do sucesso da música”, disse.

Serviço:
Luis Fonsi – Turnê Love and Dance

Curitiba
Live Curitiba
03/05 - 21h
Ingressos de R$ 120 a R$ 480 no site

São Paulo
Espaço das Américas
04/05 - 22h30
Ingressos de R$ 60 a R$ 100 no site 

Rio de Janeiro
KM de Vantagens Hall
05/05 - 22h30
Ingressos de R$ 60 a R$ 300 no site