NOTÍCIAS

Ed Sheeran busca novas composições no filme “Songwriter”

Cantor diz que a mais difícil é criar frases que nunca foram usadas

 

O cantor britânico Ed Sheeran disse nesta sexta-feira (23) que a parte mais difícil de compor músicas é criar frases que nunca foram escritas antes, conforme um novo documentário detalhando seu processo criativo que estreou no Festival de Cinema Internacional de Berlim.

O filme “Songwriter” foi dirigido pelo primo de Sheeran, Murray Cummings, e segue o vencedor do Grammy em viagens pelos Estados Unidos e Inglaterra escrevendo músicas em seu computador, improvisando em um jardim e gravando em um estúdio.

O retrato íntimo de Sheeran, que foi o artista mais reproduzido globalmente no serviço de música Spotify em 2017, inclui filmagens dele criando músicas enquanto cruza o Atlântico no Queen Mary 2, retornando a sua escola para ver seu professor de música e conversando com seu pai sobre suas canções.

“Eu acho que a coisa mais difícil em escrever uma música é encontrar uma frase que você nunca ouviu antes, porque há sempre uma música que é: ‘eu te amo baby, eu sinto sua falta’”, disse Sheeran em entrevista coletiva.

Ele afirmou que aprendeu a não se forçar caso estivesse com problemas para escrever e que não acredita em bloqueios criativos.

“O que eu faço quando não consigo escrever uma música é simplesmente guardar meu violão e ir fazer outra coisa por cerca de uma semana e então eu volto e consigo escrever uma música”, disse o artista de 27 anos.

“Então a maneira que minha mente está agora é que serei capaz de escrever músicas para sempre – elas provavelmente começarão sendo sobre coisas bem mundanas porque minha vida está ficando mais e mais calma.”

Sheeran disse ter gostado do documentário porque mostrou uma canção sendo escrita do começo ao fim, ao invés de somente um álbum sendo gravado.

“Eu gosto que Murray encontrou um nicho que não tinha realmente sido feito antes. É bem difícil encontrar algo que não tenha sido feito em um filme de música”, disse.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ausência
Marília Mendonça
2
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
3
Buá Buá
Naiara Azevedo
4
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
5
Cada Um Na Sua
Fernando & Sorocaba
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Ed Sheeran busca novas composições no filme “Songwriter”

Cantor diz que a mais difícil é criar frases que nunca foram usadas

por Redação, com Reuters em 24/02/2018

 

O cantor britânico Ed Sheeran disse nesta sexta-feira (23) que a parte mais difícil de compor músicas é criar frases que nunca foram escritas antes, conforme um novo documentário detalhando seu processo criativo que estreou no Festival de Cinema Internacional de Berlim.

O filme “Songwriter” foi dirigido pelo primo de Sheeran, Murray Cummings, e segue o vencedor do Grammy em viagens pelos Estados Unidos e Inglaterra escrevendo músicas em seu computador, improvisando em um jardim e gravando em um estúdio.

O retrato íntimo de Sheeran, que foi o artista mais reproduzido globalmente no serviço de música Spotify em 2017, inclui filmagens dele criando músicas enquanto cruza o Atlântico no Queen Mary 2, retornando a sua escola para ver seu professor de música e conversando com seu pai sobre suas canções.

“Eu acho que a coisa mais difícil em escrever uma música é encontrar uma frase que você nunca ouviu antes, porque há sempre uma música que é: ‘eu te amo baby, eu sinto sua falta’”, disse Sheeran em entrevista coletiva.

Ele afirmou que aprendeu a não se forçar caso estivesse com problemas para escrever e que não acredita em bloqueios criativos.

“O que eu faço quando não consigo escrever uma música é simplesmente guardar meu violão e ir fazer outra coisa por cerca de uma semana e então eu volto e consigo escrever uma música”, disse o artista de 27 anos.

“Então a maneira que minha mente está agora é que serei capaz de escrever músicas para sempre – elas provavelmente começarão sendo sobre coisas bem mundanas porque minha vida está ficando mais e mais calma.”

Sheeran disse ter gostado do documentário porque mostrou uma canção sendo escrita do começo ao fim, ao invés de somente um álbum sendo gravado.

“Eu gosto que Murray encontrou um nicho que não tinha realmente sido feito antes. É bem difícil encontrar algo que não tenha sido feito em um filme de música”, disse.