NOTÍCIAS

Grammy terá 8 indicados nas principais categorias para aumentar diversidade

Edição deste ano da premiação foi muito criticada pelo baixo número de mulheres indicadas

O prêmio Grammy aumentará de cinco para oito o número de indicados nas principais categorias da maior premiação da indústria da música, na maior iniciativa em seus 60 anos de existência para aumentar a diversidade dos concorrentes.

As mudanças na premiação, anunciadas nesta terça-feira (26/06) pela Academia da Gravação que organiza o evento anual, entrarão em vigor no Grammy de 2019 e ocorrem após uma revolta vista no início deste ano com o número baixo de mulheres indicadas, vencedoras e que se apresentaram na cerimônia televisionada.

Com a expansão, os prêmios de Melhor Gravação, Melhor Álbum e Canção do Ano, assim como o de Artista Revelação, serão disputados por oito artistas. Cinco artistas eram indicados desde que o Grammy começou a ser realizado em 1959. Outras categorias continuarão tendo cinco indicados.

No Grammy de 2018, que foi realizado em janeiro e dominado por Bruno Mars, que levou seis troféus por seu disco pop 24K Magic, o presidente do Grammy, Neil Portnow, foi criticado por dizer que as mulheres precisam "subir de nível" se quiserem um reconhecimento maior.

A Academia da Gravação criou uma força-tarefa para aumentar a diversidade, e mais tarde Portnow disse que deixará o cargo no ano que vem.

O aumento dos indicados ao Grammy segue uma decisão semelhante da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que em 2009 aumentou de cinco para 10 o número de indicados a Melhor Filme no Oscar.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Zé da Recaída
Gusttavo Lima
2
Sofázinho (Part. Jorge & Mateus)
Luan Santana
3
Atrasadinha (Part. Ferrugem)
Felipe Araújo
4
Só Pra Castigar
Wesley Safadão
5
Notificação Preferida
Zé Neto & Cristiano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Grammy terá 8 indicados nas principais categorias para aumentar diversidade

Edição deste ano da premiação foi muito criticada pelo baixo número de mulheres indicadas

por Redação, com Reuters em 26/06/2018

O prêmio Grammy aumentará de cinco para oito o número de indicados nas principais categorias da maior premiação da indústria da música, na maior iniciativa em seus 60 anos de existência para aumentar a diversidade dos concorrentes.

As mudanças na premiação, anunciadas nesta terça-feira (26/06) pela Academia da Gravação que organiza o evento anual, entrarão em vigor no Grammy de 2019 e ocorrem após uma revolta vista no início deste ano com o número baixo de mulheres indicadas, vencedoras e que se apresentaram na cerimônia televisionada.

Com a expansão, os prêmios de Melhor Gravação, Melhor Álbum e Canção do Ano, assim como o de Artista Revelação, serão disputados por oito artistas. Cinco artistas eram indicados desde que o Grammy começou a ser realizado em 1959. Outras categorias continuarão tendo cinco indicados.

No Grammy de 2018, que foi realizado em janeiro e dominado por Bruno Mars, que levou seis troféus por seu disco pop 24K Magic, o presidente do Grammy, Neil Portnow, foi criticado por dizer que as mulheres precisam "subir de nível" se quiserem um reconhecimento maior.

A Academia da Gravação criou uma força-tarefa para aumentar a diversidade, e mais tarde Portnow disse que deixará o cargo no ano que vem.

O aumento dos indicados ao Grammy segue uma decisão semelhante da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que em 2009 aumentou de cinco para 10 o número de indicados a Melhor Filme no Oscar.