NOTÍCIAS

Heineken retira anúncio de nova cerveja após comentários de Chance The Rapper

Iniciativa foi motivada por queixas de racismo pelo artista

A fabricante de cerveja Heineken comunicou ontem (27/03) que retirou o anúncio de uma cerveja de baixa caloria depois que o músico Chance the Rapper classificou o comercial como "terrivelmente racista".

Após o exemplo mais recente de marketing mal calculado, a Heineken disse que está cancelando a propaganda em vídeo da Heineken Light em todos os mercados globais. "Embora acreditemos que o anúncio faz referência a nossa cerveja Heineken Light, erramos o alvo, e estamos levando a reação a sério e usaremos isto para influenciar campanhas futuras", informou a empresa em um comunicado.

O comercial em vídeo trazia o slogan "Sometimes Lighter is Better" – no qual a palavra 'lighter' pode ser traduzida como 'mais leve', mas também como 'mais clara' – e mostrava um bartender deslizando uma garrafa de Heineken Light diante de várias pessoas negras que vai parar diante de uma mulher de pele clara.

A decisão de retirá-lo de circulação veio na esteira de tuítes de Chance the Rapper. "Acho que algumas empresas estão lançando propositalmente anúncios claramente racistas para receber mais visualizações", começou. "Mas preciso falar: o comercial 'Sometimes, Lighter is Better' da Heineken é terrivelmente racista, meu Deus."

O intérprete de "Coloring Book" disse não estar defendendo um boicote e acrescentou: "Só estou reparando com quanta frequência isso acontece".

No comunicado, a Heineken disse ter um longo e "positivo histórico de criação de marketing que mostra que existem mais coisas nos unindo do que nos dividindo". E argumentou que a Heineken Light só tem 99 calorias.

Várias companhias sofreram acusações de racismo em anúncios recentes. Em janeiro, a grife H&M se desculpou por um pôster que mostrava uma criança negra vestindo um casaco com gorro decorado com as palavras "o macaco mais bacana da floresta" na frente.

No ano passado, a Pepsi cancelou um comercial com a modelo norte-americana Kendall Jenner depois de queixas segundo as quais ele banalizava os protestos por direitos civis do movimento Black Lives Matter, e a marca de cosméticos Dove pediu desculpas por um vídeo em que parecia mostrar uma negra se transformando em uma branca depois de usar seu sabonete.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
2
Buá Buá
Naiara Azevedo
3
Contramão
Gustavo Mioto
4
Ausência
Marília Mendonça
5
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Heineken retira anúncio de nova cerveja após comentários de Chance The Rapper

Iniciativa foi motivada por queixas de racismo pelo artista

por Redação, com Reuters em 28/03/2018

A fabricante de cerveja Heineken comunicou ontem (27/03) que retirou o anúncio de uma cerveja de baixa caloria depois que o músico Chance the Rapper classificou o comercial como "terrivelmente racista".

Após o exemplo mais recente de marketing mal calculado, a Heineken disse que está cancelando a propaganda em vídeo da Heineken Light em todos os mercados globais. "Embora acreditemos que o anúncio faz referência a nossa cerveja Heineken Light, erramos o alvo, e estamos levando a reação a sério e usaremos isto para influenciar campanhas futuras", informou a empresa em um comunicado.

O comercial em vídeo trazia o slogan "Sometimes Lighter is Better" – no qual a palavra 'lighter' pode ser traduzida como 'mais leve', mas também como 'mais clara' – e mostrava um bartender deslizando uma garrafa de Heineken Light diante de várias pessoas negras que vai parar diante de uma mulher de pele clara.

A decisão de retirá-lo de circulação veio na esteira de tuítes de Chance the Rapper. "Acho que algumas empresas estão lançando propositalmente anúncios claramente racistas para receber mais visualizações", começou. "Mas preciso falar: o comercial 'Sometimes, Lighter is Better' da Heineken é terrivelmente racista, meu Deus."

O intérprete de "Coloring Book" disse não estar defendendo um boicote e acrescentou: "Só estou reparando com quanta frequência isso acontece".

No comunicado, a Heineken disse ter um longo e "positivo histórico de criação de marketing que mostra que existem mais coisas nos unindo do que nos dividindo". E argumentou que a Heineken Light só tem 99 calorias.

Várias companhias sofreram acusações de racismo em anúncios recentes. Em janeiro, a grife H&M se desculpou por um pôster que mostrava uma criança negra vestindo um casaco com gorro decorado com as palavras "o macaco mais bacana da floresta" na frente.

No ano passado, a Pepsi cancelou um comercial com a modelo norte-americana Kendall Jenner depois de queixas segundo as quais ele banalizava os protestos por direitos civis do movimento Black Lives Matter, e a marca de cosméticos Dove pediu desculpas por um vídeo em que parecia mostrar uma negra se transformando em uma branca depois de usar seu sabonete.