NOTÍCIAS

Homenageado, Naná Vasconcelos abre o Carnaval do Recife

por em 09/02/2013
Imagem: Divulgação

O termômetro marca 27° na capital pernambucana. Todo de verde e com uma faixa azul, vermelha e branca no corpo, Naná Vasconcelos desce pela parte de trás do palco completamente molhado. Do outro lado, milhares de pessoas aplaudem e dançam ao som do maracatu. A sexta-feira inaugura, oficialmente, o Carnaval do Recife 2013.

A tradição manda que um ícone da cultura seja homenageado ao longo da festa. Este ano, o percussionista recifense Naná Vasconcelos e o fotógrafo Alcir Lacerda, pernambucano de São Lourenço da Mata que faleceu no ano passado, foram os escolhidos. O mestre do maracatu brinca: “A homenagem é boa porque eu estou vivo e estou na minha terra”.

Após receber a Medalha da Ordem do Mérito dos Guararapes, maior honraria do estado, das mãos do governador Eduardo Paes, Naná tocou com Milton Nascimento e outros artistas locais. O prefeito da cidade, Geraldo Júlio, ressaltou a importância de homenagear artistas locais. “Alcir fotografou Recife e Naná mostra Pernambuco para o mundo. Eles são a memória da nossa cultura”, disse.

Milton Nascimento assumiu ao palco após a apresentação de Naná, que se dirigiu para assumir seu posto na percussão. No repertório do mineiro, sucessos como “Nada Será Como Antes” e “Maria, Maria”.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Ausência
Marília Mendonça
2
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
3
Buá Buá
Naiara Azevedo
4
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
5
Cada Um Na Sua
Fernando & Sorocaba
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Homenageado, Naná Vasconcelos abre o Carnaval do Recife

por em 09/02/2013
Imagem: Divulgação

O termômetro marca 27° na capital pernambucana. Todo de verde e com uma faixa azul, vermelha e branca no corpo, Naná Vasconcelos desce pela parte de trás do palco completamente molhado. Do outro lado, milhares de pessoas aplaudem e dançam ao som do maracatu. A sexta-feira inaugura, oficialmente, o Carnaval do Recife 2013.

A tradição manda que um ícone da cultura seja homenageado ao longo da festa. Este ano, o percussionista recifense Naná Vasconcelos e o fotógrafo Alcir Lacerda, pernambucano de São Lourenço da Mata que faleceu no ano passado, foram os escolhidos. O mestre do maracatu brinca: “A homenagem é boa porque eu estou vivo e estou na minha terra”.

Após receber a Medalha da Ordem do Mérito dos Guararapes, maior honraria do estado, das mãos do governador Eduardo Paes, Naná tocou com Milton Nascimento e outros artistas locais. O prefeito da cidade, Geraldo Júlio, ressaltou a importância de homenagear artistas locais. “Alcir fotografou Recife e Naná mostra Pernambuco para o mundo. Eles são a memória da nossa cultura”, disse.

Milton Nascimento assumiu ao palco após a apresentação de Naná, que se dirigiu para assumir seu posto na percussão. No repertório do mineiro, sucessos como “Nada Será Como Antes” e “Maria, Maria”.