NOTÍCIAS

Procura por R Kelly no Spotify cresce mesmo após retirada das faixas de playlists

Como resposta à campanha #MuteRKelly, plataforma decidiu excluir músicas do cantor de suas listas oficiais

por Redação em 22/05/2018

Depois de ser acusado inúmeras vezes de abuso sexual por diferentes mulheres e ser retirado das playlists oficiais do Spotify, R Kelly viu crescimento nas execuções de suas músicas na plataforma.

No ano passado, o cantor foi acusado de ser o líder de um culto sexual que mantinha jovens em cárcere privado em suas casas. Em março deste ano, ele foi denunciado por manipular uma adolescente de 14 anos para ser sua “escrava” sexual. Ele negou todas as acusações.

R. KELLY DIZ QUE MÍDIA QUER DESTRUIR SEU LEGADO COM ACUSAÇÕES FALSAS 

O Spotify não retirou as músicas do cantor da plataforma, mas confirmou que removeu todas as faixas das playlists criadas e operadas pela empresa, além das recomendações por algoritmo para que não houvesse promoção. Além do Spotify, Apple Music e Pandora decidiram fazer o mesmo.

Porém, de acordo com a Associated Press, entre 10 e 16 de maio, os números de execuções das faixas de R Kelly cresceram de 6.584.000 plays semanais para 6.676.000.

A decisão do Spotify é parte da nova política de conduta contra conteúdo de ódio da plataforma, que pretende promover “abertura, diversidade, tolerância e respeito”. O novo termo diz: “Quando um artista ou criador faz algo que é especialmente nocivo ou odioso (por exemplo, violência contra crianças e violência sexual), isso pode afetar a forma com que trabalhamos ou apoiamos esse artista ou criador”.

Em um comunicado recente, R Kelly disse estar “de coração partido” pelas acusações, descrevendo-se como “temente a Deus, filho, irmão e, mais importante, pai”. Ele culpou a mídia por perpetuar e manipular informações falsas para “distorcer o caráter e destruir o legado” do artista.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
2
Buá Buá
Naiara Azevedo
3
Contramão
Gustavo Mioto
4
Ausência
Marília Mendonça
5
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Procura por R Kelly no Spotify cresce mesmo após retirada das faixas de playlists

Como resposta à campanha #MuteRKelly, plataforma decidiu excluir músicas do cantor de suas listas oficiais

por Redação em 22/05/2018

Depois de ser acusado inúmeras vezes de abuso sexual por diferentes mulheres e ser retirado das playlists oficiais do Spotify, R Kelly viu crescimento nas execuções de suas músicas na plataforma.

No ano passado, o cantor foi acusado de ser o líder de um culto sexual que mantinha jovens em cárcere privado em suas casas. Em março deste ano, ele foi denunciado por manipular uma adolescente de 14 anos para ser sua “escrava” sexual. Ele negou todas as acusações.

R. KELLY DIZ QUE MÍDIA QUER DESTRUIR SEU LEGADO COM ACUSAÇÕES FALSAS 

O Spotify não retirou as músicas do cantor da plataforma, mas confirmou que removeu todas as faixas das playlists criadas e operadas pela empresa, além das recomendações por algoritmo para que não houvesse promoção. Além do Spotify, Apple Music e Pandora decidiram fazer o mesmo.

Porém, de acordo com a Associated Press, entre 10 e 16 de maio, os números de execuções das faixas de R Kelly cresceram de 6.584.000 plays semanais para 6.676.000.

A decisão do Spotify é parte da nova política de conduta contra conteúdo de ódio da plataforma, que pretende promover “abertura, diversidade, tolerância e respeito”. O novo termo diz: “Quando um artista ou criador faz algo que é especialmente nocivo ou odioso (por exemplo, violência contra crianças e violência sexual), isso pode afetar a forma com que trabalhamos ou apoiamos esse artista ou criador”.

Em um comunicado recente, R Kelly disse estar “de coração partido” pelas acusações, descrevendo-se como “temente a Deus, filho, irmão e, mais importante, pai”. Ele culpou a mídia por perpetuar e manipular informações falsas para “distorcer o caráter e destruir o legado” do artista.