NOTÍCIAS

"Queria que não ficasse distante do que as pessoas lembram delas", diz Umberto Tavares sobre novo single do Rouge

Produtor é o responsável por "Bailando", música de retorno do grupo após 12 anos de hiato

por Rebecca Silva em 04/02/2018

Umberto Tavares é um dos maiores nomes atualmente na produção musical no Brasil. Foi ele quem produziu "Corazón", lançada pelo colombiano Maluma, versão de "Você Partiu Meu Coração" de Nego do Borel, que entrou no Hot 100 da Billboard. Também passaram por suas mãos as músicas de Anitta, Ludmilla, Sofia Oliveira, Luísa Sonza, Buchecha, entre outros. E ele recebeu a responsabilidade de produzir o single de retorno do Rouge, "Bailando", lançado neste domingo (04/02).

Procurado por Pablo Falcão, empresário do grupo na fase atual, para trabalhar nos novos instrumentais para os shows do Chá do Rouge, ele acabou recebendo o desafio de produzir, também, o single inédito do grupo depois de o entrosamento das integrantes indicar que o retorno poderia ir além de apenas quatro shows comemorativos. "Quando ele me fez o convite, topei na hora", revelou em entrevista exclusiva à Billboard Brasil. "Estou ouvindo de todo mundo que a música é a cara do Rouge e essa era uma expectativa. Queria trazer a identidade delas. Se a música é boa ou ruim, é questão de gosto, é relativo. Eu queria que não ficasse distante do que as pessoas guardam delas na lembrança", contou.

Na época em que o Rouge estourou, Tavares começava a sua carreira de sucesso, produzindo os hits "Cerol na Mão" e "O Baile Todo", do Bonde do Tigrão. Mas os tempos eram outros e, focado no universo do funk e, principalmente, no cenário musical carioca, Umberto passava longe dos planos para o grupo pop. "Eu conhecia a discografia delas e essa relação com o espanhol ficou marcada na minha mente". O flerte com a sonoridade latina que hoje, pós-"Despacito", é explorada por grande parte dos artistas, já fazia parte do DNA do Rouge há mais de uma década.

Tavares é o responsável pela produção de "Sim Ou Não" e "Paradinha", singles de Anitta que apostaram no espanhol e ajudaram a abrir caminho para uma melhor aceitação de músicas latinas nas rádios brasileiras. "Neste momento, o espanhol está tocando com facilidade, algo que há três anos não víamos". O produtor então fez a ponte entre o legado do Rouge e a sonoridade atual que pende para os ritmos latinos. "Pensamos propositalmente pela identificação que o Rouge já tinha com o espanhol e o momento em que estamos".

No momento, o Rouge está se encontrando com compositores e produtores para montar o repertório do novo disco, após assinar contrato com a gravadora Sony Music. Umberto revelou que já tem material pronto para apresentar para as integrantes em breve.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Beijo de Varanda
Bruno & Marrone
2
Buá Buá
Naiara Azevedo
3
Contramão
Gustavo Mioto
4
Ausência
Marília Mendonça
5
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

"Queria que não ficasse distante do que as pessoas lembram delas", diz Umberto Tavares sobre novo single do Rouge

Produtor é o responsável por "Bailando", música de retorno do grupo após 12 anos de hiato

por Rebecca Silva em 04/02/2018

Umberto Tavares é um dos maiores nomes atualmente na produção musical no Brasil. Foi ele quem produziu "Corazón", lançada pelo colombiano Maluma, versão de "Você Partiu Meu Coração" de Nego do Borel, que entrou no Hot 100 da Billboard. Também passaram por suas mãos as músicas de Anitta, Ludmilla, Sofia Oliveira, Luísa Sonza, Buchecha, entre outros. E ele recebeu a responsabilidade de produzir o single de retorno do Rouge, "Bailando", lançado neste domingo (04/02).

Procurado por Pablo Falcão, empresário do grupo na fase atual, para trabalhar nos novos instrumentais para os shows do Chá do Rouge, ele acabou recebendo o desafio de produzir, também, o single inédito do grupo depois de o entrosamento das integrantes indicar que o retorno poderia ir além de apenas quatro shows comemorativos. "Quando ele me fez o convite, topei na hora", revelou em entrevista exclusiva à Billboard Brasil. "Estou ouvindo de todo mundo que a música é a cara do Rouge e essa era uma expectativa. Queria trazer a identidade delas. Se a música é boa ou ruim, é questão de gosto, é relativo. Eu queria que não ficasse distante do que as pessoas guardam delas na lembrança", contou.

Na época em que o Rouge estourou, Tavares começava a sua carreira de sucesso, produzindo os hits "Cerol na Mão" e "O Baile Todo", do Bonde do Tigrão. Mas os tempos eram outros e, focado no universo do funk e, principalmente, no cenário musical carioca, Umberto passava longe dos planos para o grupo pop. "Eu conhecia a discografia delas e essa relação com o espanhol ficou marcada na minha mente". O flerte com a sonoridade latina que hoje, pós-"Despacito", é explorada por grande parte dos artistas, já fazia parte do DNA do Rouge há mais de uma década.

Tavares é o responsável pela produção de "Sim Ou Não" e "Paradinha", singles de Anitta que apostaram no espanhol e ajudaram a abrir caminho para uma melhor aceitação de músicas latinas nas rádios brasileiras. "Neste momento, o espanhol está tocando com facilidade, algo que há três anos não víamos". O produtor então fez a ponte entre o legado do Rouge e a sonoridade atual que pende para os ritmos latinos. "Pensamos propositalmente pela identificação que o Rouge já tinha com o espanhol e o momento em que estamos".

No momento, o Rouge está se encontrando com compositores e produtores para montar o repertório do novo disco, após assinar contrato com a gravadora Sony Music. Umberto revelou que já tem material pronto para apresentar para as integrantes em breve.