NOTÍCIAS

#SetembroAmarelo Melim: “Você não está sozinho!”

Rodrigo, um dos irmãos que integra o trio, escreveu a sua carta e revelou um momento delicado da vida em que reverteu um quadro de depressão com a ajuda de amigos e familiares

por Rebecca Silva em 28/09/2018

Já ouviu falar em Setembro Amarelo? A iniciativa, criada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), procura abrir espaço para promover discussões sobre o suicídio, de forma a alertar a população e quebrar tabus sobre o assunto.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a terceira causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos.

Billboard Brasil decidiu embarcar nesse desafio e pediu para artistas de diferentes gêneros musicais para abrirem o coração e escreverem cartas aos seus fãs. Ao longo desta semana, você poderá ler aqui no site as cartas de treze artistas brasileiros.

Rodrigo, integrante do trio Melim, também topou escrever uma carta aos fãs e participar do especial. Ao lado dos irmãos Diogo e Gabriela, Rodrigo tem feito barulho na música brasileira, seja com os hits “Meu Abrigo” (42 milhões de views no YouTube) e “Ouvi Dizer” (21 milhões de views no YouTube), ou compondo para artistas como Ivete Sangalo. O trio é um dos destaques do cenário pop deste ano e lançou seu primeiro disco pela Universal Music.

"Acho que todo mundo passa por uma fase na vida de se fazer perguntas buscando encontrar o sentido das coisas, aqueles dias que não dá vontade nem de sair da cama, pois não estamos contentes. Você não está sozinho!

Uma vez fiz uma cirurgia no nariz por um problema de nascença e o pós-operatório foi muito doloroso, fiquei mais de um mês de cama, com nariz e cabeça enfaixada, e olhos inchados. Eram tantos remédios que atacaram meu estômago, feriu minha boca por completo, e eu perdi ali a única coisa que eu ainda gostava de fazer: comer! Até para beber água era um sofrimento.

Nessa época, cheguei próximo de uma depressão séria. Eu realmente precisei da visita dos meus amigos, familiares que foram meu apoio. Conversando com eles, eu esquecia por alguns minutos toda aquela dor. Essa história me ajudou a enxergar o verdadeiro valor das coisas, a troca de amor e carinho entre as pessoas é muito importante.

Hoje faço shows com meus irmãos por todo o Brasil, levando positividade nas músicas e me sinto agradecido e feliz por ter encontrado esse propósito para minha vida. Para você que lê esse texto, desejo tudo de melhor, saiba que com o tempo toda sua angústia vai passar, tenho certeza que a vida te reservou muitas coisas boas!

Um grande beijo”.

E não se esqueça: Se você precisar de apoio emocional, o CVV atende gratuitamente todas as pessoas que precisam conversar (de forma anônima), prestando um serviço de prevenção ao suicídio, por telefone (188), e-mail e chat. Veja mais informações no site: https://www.cvv.org.br/

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Zé da Recaída
Gusttavo Lima
2
Só Pra Castigar
Wesley Safadão
3
Notificação Preferida
Zé Neto & Cristiano
4
Não Fala Não Pra Mim (Part. Jerry Smith)
Humberto & Ronaldo
5
Quem Pegou, Pegou
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

#SetembroAmarelo Melim: “Você não está sozinho!”

Rodrigo, um dos irmãos que integra o trio, escreveu a sua carta e revelou um momento delicado da vida em que reverteu um quadro de depressão com a ajuda de amigos e familiares

por Rebecca Silva em 28/09/2018

Já ouviu falar em Setembro Amarelo? A iniciativa, criada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), procura abrir espaço para promover discussões sobre o suicídio, de forma a alertar a população e quebrar tabus sobre o assunto.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a terceira causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos.

Billboard Brasil decidiu embarcar nesse desafio e pediu para artistas de diferentes gêneros musicais para abrirem o coração e escreverem cartas aos seus fãs. Ao longo desta semana, você poderá ler aqui no site as cartas de treze artistas brasileiros.

Rodrigo, integrante do trio Melim, também topou escrever uma carta aos fãs e participar do especial. Ao lado dos irmãos Diogo e Gabriela, Rodrigo tem feito barulho na música brasileira, seja com os hits “Meu Abrigo” (42 milhões de views no YouTube) e “Ouvi Dizer” (21 milhões de views no YouTube), ou compondo para artistas como Ivete Sangalo. O trio é um dos destaques do cenário pop deste ano e lançou seu primeiro disco pela Universal Music.

"Acho que todo mundo passa por uma fase na vida de se fazer perguntas buscando encontrar o sentido das coisas, aqueles dias que não dá vontade nem de sair da cama, pois não estamos contentes. Você não está sozinho!

Uma vez fiz uma cirurgia no nariz por um problema de nascença e o pós-operatório foi muito doloroso, fiquei mais de um mês de cama, com nariz e cabeça enfaixada, e olhos inchados. Eram tantos remédios que atacaram meu estômago, feriu minha boca por completo, e eu perdi ali a única coisa que eu ainda gostava de fazer: comer! Até para beber água era um sofrimento.

Nessa época, cheguei próximo de uma depressão séria. Eu realmente precisei da visita dos meus amigos, familiares que foram meu apoio. Conversando com eles, eu esquecia por alguns minutos toda aquela dor. Essa história me ajudou a enxergar o verdadeiro valor das coisas, a troca de amor e carinho entre as pessoas é muito importante.

Hoje faço shows com meus irmãos por todo o Brasil, levando positividade nas músicas e me sinto agradecido e feliz por ter encontrado esse propósito para minha vida. Para você que lê esse texto, desejo tudo de melhor, saiba que com o tempo toda sua angústia vai passar, tenho certeza que a vida te reservou muitas coisas boas!

Um grande beijo”.

E não se esqueça: Se você precisar de apoio emocional, o CVV atende gratuitamente todas as pessoas que precisam conversar (de forma anônima), prestando um serviço de prevenção ao suicídio, por telefone (188), e-mail e chat. Veja mais informações no site: https://www.cvv.org.br/